Clara Haddad

Fábrica de Histórias | Um livro… #10: ‘Vacío’ de Ana Llenas

Fábrica de Histórias | Um livro… #10: ‘Vacío’ de Ana Llenas

Pub

 

 

 

Olá meus amores e amoras,

Na rubrica «Um Livro por Semana… Por Clara Haddad» desta semana: «VACÍO», um livro fabuloso de Anna Llenas.

Sou fã dessa autora e ilustradora. Tenho muitos livros dela. Mas este, acho-o muito especial! Está na lista dos livros recomendados no meu curso «Conto Logo Existo: Os contos Terapêuticos».

Sabemos que a vida é cheia de encontros, de risos, de momentos felizes, mas também de mal-entendidos, de perdas, desencontros, de laços que quebram e provocam em nós um sentimento estranho como se houvesse um buraco dentro de nós. Quem nunca sentiu isso?

Os sentimentos tristes, no momento em que os vivemos, parece que são insuportáveis e, talvez, a primeira ideia que surja é que seja impossível superá-los. Só mais tarde, quando aceitamos esses sentimentos, começamos o processo de reconstrução de nossas vidas com satisfação e contentamento, se estivermos verdadeiramente disponíveis para isso.

As perdas podem ser de vários tipos e trazem um estado emocional e psicológico de desânimo e depressão, com o qual hoje, infelizmente, muitas pessoas e, pelas mais variadas razões, vivem e convivem.

O livro conta a história da pequena Julia que está bem e feliz, como qualquer criança de sua idade, mas. de repente, tudo muda e se sente perdida dentro de um enorme vazio. A dor que a protagonista do livro sente é tão grande que não deixa ela se levantar. Ela grita, chora, vai perdendo forças… não consegue se erguer. Começa então a tentar preencher o vazio com comida, objetos, roupas, etc.

Existem muitas crianças, jovens e adultos que usam esses escapes para distrair-se de seu vazio emocional. Tentam tapar, fechar o vazio que sentem com a presença de objetos como telemóveis, alimentos, remédios e até pessoas! E não percebem que tentar fazer isso é tampar de maneira perigosa uma lacuna existencial, na tentativa de ter a felicidade de volta. A verdadeira alegria nasce de dentro de nós e descobrimos isso quando deixamos de valorizar o que vem de fora….

Anna Llenas através da ilustração consegue definir perfeitamente os momentos difíceis da crise existencial da menina, um momento tão dramático quanto necessário, uma vez que desde a aceitação desse sentimento de dor, será possível encontrar dentro da mesma dor novas possibilidades de vida e felicidade.

A hora da viragem acontece quando a protagonista da história deixa de olhar para fora, deixa de procurar preencher o vazio com tudo e mais alguma coisa, porque não adianta negar, esconder ou tentar preencher com coisas materiais… É preciso olhar com olhos de ver o seu mundo interior. Quando ela aceita seu estado de tristeza, preocupação e solidão começa um processo de transmutação. A partir desse momento, Julia permitirá que a vida e a alegria manifestem-se dentro dela. E então vemos brotar, através da ilustração, as cores, sons, palavras que a conectam novamente com a vida e a alegria.

Ela sabe que o vazio não desaparecerá por completo, porque sempre nos falta algo, mas a forma com que lida com isso faz com que ela viva uma vida plena e colorida, se aproximando dela mesma e dos outros.

Como se uma pequena planta nascesse com toda a energia vital (que vive dentro de cada um de nós) e crescesse livre e capaz de criar um mundo maravilhoso, no qual viver, sem hesitação, sem medos, momentos de tristeza, raiva e dor fosse nossa realidade de sempre. Entretanto, perdas e tristezas, sabemos que são inevitáveis, porque sempre em determinada ocasião da vida vão surgir. A força e a sabedoria reside em saber (conseguir) lidar com isso e aceitar nossas emoções. É um aprendizado!

A vida é maravilhosa, meus amores e amoras, mesmo em sua complexidade.  Que possamos viver e entender nosso mundo interior, aceitando e lidando com nossas perdas e construindo relações leves, fortes, verdadeiras e amorosas ao nosso redor.

Recomendo este livro, porque é profundo, mas ao mesmo tempo leve, um álbum que indubitavelmente daria a um número infinito de pessoas, para lembrá-los de como a vida é bela. A vida e a alegria de viver está dentro de cada um nós!

«Vacío» é um  livro que nos preenche! Encanta! Nos faz pensar! ​Boa Leitura!!! 🙂

Vacío, de Anna Llenas

A vida é cheia de encontros. E também de perdas. Às vezes, a gente perde coisas insignificantes: um lápis ou um objeto qualquer. Mas podemos perder coisas bem mais valiosas, como a saúde ou uma pessoa querida. VAZIO conta a história de uma menina que consegue superar essa tristeza, dando um novo sentido às suas perdas.

Publicado originalmente em Espanha pela Ed. Barbara Fiore

Preço: 22,30€ (Consegue-se encontrar em Portugal)

No Brasil, está publicado pela Editora Salamandra. É novidade deste ano de 2018.

Vazio, deAna Llenas

R$46,00

 

Ligações:

Obs: Este artigo foi originalmente publicado em Clara Haddad: Storyteller, Escritora, Celebrante, Produtora Cultural e Atriz. Na edição Vila Nova o artigo foi sujeito a muito ligeiras adequações.

Outras ligações:

Clara Haddad – facebook

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver. 

A Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será. 

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

 

Pub

Categorias: Cultura

About Author

Clara Haddad

Radicada em Portugal desde 2005, Clara Haddad é artista da palavra. Escritora e narradora profissional com mais de 20 anos de experiência e com prestígio internacional. Dinamiza e coordena eventos e formações na arte de contar histórias e teatro para adultos e crianças em várias partes do mundo, sendo responsável pela formação de inúmeros contadores de histórias e grupos, sobretudo em Portugal e no Brasil. Considerada uma referência na área, foi formadora convidada no âmbito da pós- graduação e mestrado da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade do Porto na disciplina “Gestão e Animação de Leitura” e no Mestrado de Literatura Infantil e Juvenil organizado por El Banco de Libro da Venezuela e da Universidade Autónoma de Barcelona . Integrou por 3 anos a equipa do serviço educativo do Hospital Pedro Hispano onde, dinamizou semanalmente, sessões de contos terapêuticos. Em 2015, foi considerada a melhor narradora de língua portuguesa da Europa. Colabora com terapeutas e orienta Storytelling Coaching visando ajudar pessoas que desejam dominar sua postura perante uma audiência. É também diretora da Fábrica das Histórias Associação Cultural e da Escola de Narração Itinerante projeto pioneiro sediado na cidade do Porto em Portugal e membro do conselho de patronos do programa nacional «Escolas Solidárias» da Fundação EDP. Conheça mais em: www.clarahaddad.com; www.facebook.com/ClaraHaddadNarradora: www.instagram.com/um_livro_por_semana; info@clarahaddad.com .

Write a Comment

Only registered users can comment.