Braga

Comer e Beber | Braga é candidata às ‘7 Maravilhas à Mesa’

Comer e Beber | Braga é candidata às ‘7 Maravilhas à Mesa’

 

Tal como Monção, Braga é uma das cidades pré-finalistas da iniciativa ‘7 Maravilhas à Mesa’, um concurso que pretende homenagear o País e as Regiões mostrando o melhor dos seus produtos locais: pratos, vinhos, petiscos, roteiros e experiências gastronómicas.

.

.

Nesta candidatura, o Município de Braga apresenta-se com uma ´Mesa´ que congrega os sabores típicos e o património histórico e natural do Concelho, nomeadamente o ‘Bacalhau à Moda de Braga’, a ‘Broa de Milho’, o ‘Vinho Verde Branco’ e a ‘Aguardente Vínica’ .

Toda a gente sabe que no Minho se come bem. Os pratos mais característicos têm quase sempre na sua base as carnes, sejam elas de porco ou de vaca, de frango ou cabrito. Mas o bacalhau é um dos ingredientes indispensáveis à mesa de qualquer português desde que os nossos pescadores se passaram a aventurar pelas frias águas do Atlântico Norte. Pela facilidade de conservação e pelo sabor adquirido à custa de muito sal, o bacalhau acabaria por se tornar um dos pratos preferidos de todos. Em Braga, este delicioso peixe acabaria por encontrar uma forma de ser cozinhado que se tornaria característica da região: o famoso Bacalhau (frito) à Moda de Braga, acompanhado de generosas doses de azeite e cebolada com batata, também frita, à rodela. Assim pode ser saboreado em alguns dos mais famosos restaurantes da região, como o Augusta, Bem-me-Quer, Cruz Sobral, Dona Júlia, El Olivo, ElviraInácio ou Maia, mas também na mesa da própria casa de qualquer bracarense que se orgulhe de o ser.

Para o vereador do Turismo e Ambiente da Câmara Municipal de Braga, Altino Bessa, a participação de Braga nesta iniciativa enquadra-se na estratégia de afirmação turística do Concelho. “Com esta candidatura queremos diferenciar os sabores característicos de Braga, uma Cidade que é conhecida pelo turismo religioso mas que possui também um legado gastronómico invejável. A esta vertente juntamos o património, com o Museu D. Diogo de Sousa, e a natureza, com a nossa Rede de Percursos Pedestres“, refere Altino Bessa.

A ‘Mesa de Braga’ tem como protagonista o ‘Bacalhau à Moda de Braga’, um prato cuja fama transpõe fronteiras, acompanhado pelo vinho verde da região branco. Os doces de romaria e os biscoitos, como os Fidalguinhos, são especialidades de longa tradição conventual e popular que não podem faltar na mesa Bracarense, conjugando-se na perfeição com uma bebida espiritual, a Aguardente Vínica de Vinho Verde.

A diversidade da paisagem natural é um dos elementos que explica a multiplicidade das especialidades gastronómicas de Braga. Assim, caminhar pelos trilhos da Rede de Percursos Pedestres permite conhecer as belezas naturais do território e seus produtos endógenos, como as laranjas, a maçã porta da loja e o cidrão, utilizados no apuramento das receitas.

Do Minho ao Algarve, passando pela Madeira e Açores, são 49 as Mesas Pré-Finalistas seleccionadas pelo júri do concurso das ‘7 Maravilhas à Mesa’. As mesas serão votadas pelo público, estando agendadas sete galas que serão transmitidas pela RTP. Braga estará representada na primeira gala, agendada para 22 de Julho, em Reguengos de Monsaraz.

De referir que todas as mesas foram validadas cientificamente pela Rede de Instituições Públicas do Ensino Superior com Cursos na área do Turismo (RIPTUR), que engloba 17 instituições politécnicas.

.

Pub

Categorias: LifeStyle

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.