16/2 | Ambientar-se. Resistência – A crise global em torno da resistência aos antibióticos (filme e debate)

16/2 | Ambientar-se. Resistência – A crise global em torno da resistência aos antibióticos (filme e debate)

Pub

A Associação Vento Norte, no âmbito das sessões Ambientar-se pela Casa do Território do Parque da Devesa em estreita articulação com as associações ambientalistas de Vila Nova de Famalicão, apresenta amanhã, 16 de fevereiro, pelas 21h30, o documentário Resistência, realizado em 2014 por Michael Graziano.

.

.

Em novembro passado, a DECO alertava num dos seus artigos, a propósito do Dia Europeu do Antibiótico,   para o facto de o “consumo inapropriado de antibióticos” ser um dos “responsáveis por bactérias resistentes”.

De facto, é um risco que corremos: podemos ficar sem armas contra doenças. Nas últimas décadas, o mundo tem testemunhado uma grande proliferação de bactérias patogénicas que apresentam resistência a múltiplos antibióticos.

O termo superbactérias refere-se a bactérias que acumularam vários genes determinantes de resistência, a ponto de se tornarem refratárias a praticamente todos os antimicrobianos utilizados nos tratamentos médicos, deixando clínicos e cirurgiões sem muitas opções para combater as infecções. O aparecimento de resistências é um fenómeno natural. Este ocorre tão só pelo simples facto de todos os seres vivos terem uma capacidade de adaptação. A questão é que o uso e abuso dos antibióticos acelera este processo. Daí que seja urgente encontrar alternativas.

Um dos mais importantes fatores envolvidos na proliferação destas superbactérias é a ampla utilização de antibióticos em ambiente hospitalar, na população extra-hospitalar e na agropecuária.

A taxa de infecções graves por bactérias multirresistentes é hoje um verdadeiro problema de saúde pública e, por incrível que possa parecer, é ainda maior nos países em desenvolvimento. A este propósito, o Seviço Nacional de Saúde, através do Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge desenvolveram um normativo que pretendem seja aplicado de modo a minimizar a ocorrência de mortes associada a estes problemas.

O aumento contínuo das taxas de mortalidade relacionadas com infecções por bactérias multirresistentes, em todos os continentes, tem vindo a tornar-se cada vez mais preocupante.

 

.

Nem todos os germes são criados da mesma maneira.

.
Sinopse do filme:

«Há 80 anos, os antibióticos revolucionaram a medicina. Só agora percebemos as consequências potencialmente catastróficas desses medicamentos milagrosos. A questão é: chegamos a um ponto em que devemos salvar os antibióticos para nos salvar? A RESISTÊNCIA usa entrevistas, material de arquivo e imagens verdadeiras para desvendar a rede de fatores por trás da crise global da resistência aos antibióticos. Especialistas e indivíduos comuns que enfrentaram a resistência de primeira mão revelam como o uso de antibióticos criou desafios profundos não só para hospitais, mas para a maior parte da vida moderna – desde o nosso abastecimento alimentar até a nossa saúde pessoal. Com sua ajuda, o filme esclarece o que está em jogo, o que está a gerar o problema e como podemos transformar esta tendência.»
.

A entrada é livre e gratuita.Para o debate que se seguirá à apresentação do filme, estão convidadas Ana Costa (Investigadora Cientifica, Instituto de Investigação e Inovação da Universidade do Porto – i3S) e Joana Moscoso (Microbióloga e diretora da empresa Native Scientist).

 

 

Pub

Categorias: Agenda

Acerca do(a) Autor(a) do artigo

Pedro Costa

Diretor e editor.

Escreva um comentário

Apenas utilizadores registados podem comentar.