20/10 a 29/10 –

Música | III Ciclo de Concertos de Órgão em Famalicão e Santo Tirso

Música | III Ciclo de Concertos de Órgão em Famalicão e Santo Tirso

Pub

 

 

Em Vila Nova de Famalicão e Santo Tirso, de 20 a 29 de outubro, será apresentado o III Ciclo de Concertos de Órgão. Esta iniciativa da Tagus Atlanticus, com o apoio das duas autarquias, trará a ambos os concelhos alguns dos nomes maiores do órgão barroco em Portugal.

O Ciclo inicia-se em Santo Tirso, com três concertos marcados para os dias 20, no Mosteiro de S. Bento, 21, na Igreja Matriz de Fontiscos, e na Igreja Matriz de Guimarei, 22,. Este Ciclo terminará com três concertos finais, em Famalicão, que serão apresentados na Igreja Matriz de Telhado, 27, na Igreja Matriz de Mouquim, 28, e na Igreja Matriz de Ribeirão, 29.

Como em anos anteriores, os concertos são de entrada livre, mas sujeitos à lotação de cada um dos locais onde decorrem.

Deste Ciclo de concertos, destacamos a atuação da organista Isabel Albergaria, uma açoriana que se apresentará na atuação de encerramento, a decorrer na Igreja Matriz de Ribeirão que conta no seu património com um histórico órgão de António José dos Santos.

Iniciativa única do género em todo o país

Marco Brescia, o seu diretor artístico, afirma que a iniciativa é “a única do género em todo o país que, para além de realizar concertos em recintos dotados de um órgão de tubos próprio, contempla igualmente comunidades que não dispõem de um órgão autêntico e que, através da presente iniciativa, recebem temporariamente um órgão portátil que lhes possibilita, assim, um acesso direto ao indescritível encantamento que só um órgão verdadeiro é capaz de proporcionar”.

 

Música | De Ctesíbio de Alexandria a Manuel Sá Couto, o “Langocinha”: dois mil anos de história do órgão

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

Obs: envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Agenda

About Author

Pedro Costa

Diretor e editor.

Write a Comment

Only registered users can comment.