12/set a 27/10 Encontros da Imagem 2017, Vila Nova de Famalicão

Fotografia | Chen Bao Chen expõe na Casa-Museu Soledad Malvar

Fotografia | Chen Bao Chen expõe na Casa-Museu Soledad Malvar

Pub

Chen Bao Chen expõe um conjunto de belos e curiosos trabalhos fotográficos na Casa-Museu Soledad Malvar, em Famalicão, ao abrigo de um protocolo estabelecido que pretende alargar o festival Encontros da Imagem a áreas adjacentes à região de Braga, donde são originais. A exposição decorre de 12 de setembro a 27 de outubro.

 

Há 30 anos atrás, em 1987, surgiu em Braga um evento pouco habitual para a época – o Festival fotográfico Encontros da Imagem. Por esta via, os organizadores tentaram dar a conhecer aos bracarenses, mas também a todos aqueles que visitavam a cidade, quer autores clássicos fundamentais da arte fotográfica, quer também nomes essenciais da contemporaneidade.

Os Encontros da Imagem foram adaptando o seu formato aos novos tempos digitais e às novas estéticas entretanto surgidas.

“Num tempo em que a imagem adquire uma força inesperada, demonstrada pelo poder que tem de cativar e até iludir, os territórios da fotografia têm ganho cada vez mais importância e vivacidade”, referem os organizadores do evento.

Os Encontros da Imagem têm vindo, ao longo dos anos, a estabelecer uma série de parcerias com diversas instituições, nomeadamente autarquias em redor de Braga, no sentido de alargarem o evento a outras localidades mais próximas geograficamente. É o caso de Famalicão.

Embora já desde 12 de setembro passado, na galeria da Casa-Museu Soldedad Malvar, encontra-se presentemente exposto um conjunto de trabalhos do chinês Chen Bao Cheng que poderá visitar até 27 do corrente mês de outubro.

Chen Bao Cheng, nascido em 1939, trabalhou para o serviço de propaganda como repórter fotográfico durante a Revolução Cultural chinesa.

Na sua obra conjugam-se “a tradição pictural (…) e a liberdade face ao objeto fotográfico. As suas reportagens exaltam a beleza da região onde viveu e não hesita em rebuscar e fazer montagens na câmara escura. A fotografia não é tanto um momento onde se guarda o sujeito, mas onde ele se revela”, afirma o catálogo da exposição.

Encontros da Imagem 2017

Grande Entrevista | Paulo Cunha: Vamos ver o que o futuro nos reserva

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

*

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Agenda, Arte

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.