Articulação entre município e forças de segurança garante atuação conjunta que zela pela ordem e defesa da comunidade

Urbanismo | Póvoa de Varzim conclui reabilitação das instalações da PSP

Urbanismo | Póvoa de Varzim conclui reabilitação das instalações da PSP

Pub

 

 

Numa altura em que são reforçadas as medidas de prevenção à pandemia e que volta a estar em vigor o estado de calamidade em todo o país, Póvoa de Varzim dá por concluídas obras de reabilitação nas instalações da PSP local.

Impondo-se uma especial articulação entre os municípios e as forças de segurança, “no concelho da Póvoa de Varzim, este trabalho em rede tem vindo a ser concretizado desde há muito tempo”, refere o Executivo Municipal.

“Garantir uma atuação conjunta, através das brigadas de proximidade, que zele pela segurança e ordem da comunidade poveira” é, no entanto, o que importa assegurar. Por essa razão, a Câmara Municipal da Póvoa de Varzim acaba de proceder à  melhoria das instalações e condições de trabalho da Polícia de Segurança Pública (PSP).

Lembra a edilidade poveira que, “face à inação do Ministério da Administração Interna nesta matéria, a PSP ocupa, há já vários anos e sem qualquer custo, um edifício municipal no centro da cidade (a antiga “escola do lixo”) para a acomodação da sua respetiva sede”. Houve, portanto, que deitar mãos à obra, “mesmo esta não sendo uma responsabilidade direta autárquica”. Para além da cedência do espaço, só neste ano a Câmara já reabilitou por duas vezes a sede da PSP.

A primeira obra foi realizada em maio e resultou na substituição do piso 3, na revisão da instalação elétrica, na remodelação total das instalações sanitárias e camaratas com novas camas e ainda isolamento e pintura.

A obra mais recente, realizada este mês, reabilitou a fachada do edifício de apoio que se apresentava em estado de degradação, e remodelou os pisos e o mobiliário da sala de refeições, das salas de formação e dos balneários.

“O Município continuará a apoiar os agentes da Polícia de Segurança Pública da Póvoa de Varzim que incansavelmente dedicam os seus dias a garantir a segurança do nosso concelho”.

Imagens: Município da Póvoa de Varzim

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categories: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.