Teatro do Noroeste – CDV organiza evento com 12 peças para o mês de Novembro

Teatro | Festival de Teatro de Viana do Castelo com programação exclusivamente nacional

Teatro | Festival de Teatro de Viana do Castelo com programação exclusivamente nacional

Pub

O director artístico do Teatro do Noroeste – CDV, Ricardo Simões, anunciou nesta Sexta-feira a quarta edição do Festival de Teatro de Viana do Castelo. Pela primeira vez desde 2016, o evento tem uma programação “exclusivamente nacional”, mantendo-se as datas entre 10 e 18 de Novembro. O palco principal do Teatro Municipal Sá de Miranda (TNSM) será ocupado por 12 espetáculos, que partilhará com o Café Concerto e a Sala de Ensaios do TNSM e a Biblioteca Municipal de Viana do Castelo.

O director artístico do CDV realçou o lado eclético do festival, com “diversas estéticas para públicos variados”. A primeira de todas caberá ao encenador António Capelo, que colaborará pela primeira vez com o Teatro do Noroeste. O fundador da Academia Contemporânea do Espetáculo irá dirigir a apresentação de “Falar Verdade a Mentir”, no dia 10 de Novembro.

Ao mesmo tempo, o também actor não deixou de mencionar “a acessibilidade e a inclusão como marcas identitárias” do Festival de Teatro de Viana do Castelo. De acordo com Ricardo Simões, pelo menos uma das sessões de cada espetáculo terá “um gesto, um ‘ver com as mãos’ e um digestivo”. Ou seja, tradução em língua gestual, reconhecimento sensorial da área cénica para cegos e uma conversa pós-espetáculo.

“É seguro voltarmos ao Teatro”

Sem esquecer as medidas de contenção contra o Coronavírus, Ricardo Simões frisou a importância de “assistir a todos os espetáculos em segurança”. Entre as medidas adoptadas encontram-se, por exemplo, o uso obrigatório de máscara e a redução do número de lugares disponíveis. Perante a o cumprimento das normas de contingência, o actor e director artístico afirma sem hesitações: “é seguro voltarmos ao Teatro“.


**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo. Pode fazê-lo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categories: Arte, Cultura, Mais recentes

About Author

Pedro Maia Martins

Esposendense de nascimento, barcelense de criação e conimbricense por hábito. Licenciado em Jornalismo e Comunicação pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Colaborou no passado com o Jornal Universitário de Coimbra - a Cabra e com a Revista Via Latina - Ad Libitum. Foi o último editor de País e Mundo do referido jornal. Colabora neste no momento com a Vila Nova Online e a Revista Bica.

Write a Comment

Only registered users can comment.