Tag "Tiago Alves Costa"

Voltar à homepage
Agenda Cultura Destaque Literatura

Reacontecem as Raias Poéticas: Afluentes ibero-americanos de arte e pensamento

    De 23 a 25 de maio próximo, em Vila Nova de Famalicão, as Raias Poéticas têm a sua 8ª edição. Organizadas por Luís Serguilha, escritor famalicense domiciliado no

Cultura Destaque

Poesia | É a noite doutor

      É a noite doutor       é a noite que dói sim, pode revistar a distância que vai do meu interior ao benefício da dúvida pode revistar

Cultura

Poesia | A esta hora os jornais já anunciaram

    A esta hora os jornais já anunciaram:   Um Homem e uma Mulher foram presos num banco de jardim [às dez da noite de Domingo   Tinham em

Cultura Literatura Poesia

‘A forma mais radical de liberdade é da ordem do poético’

    “Do que nós precisávamos era de uma salva de palmas no final de cada sonho”   Assim se iniciou, em novembro do ano passado, a colaboração do poeta Tiago

Agenda Cultura

Poesia | Raias Poéticas: Afluentes Ibero-Afro-Americanos de Arte e Pensamento. ***************************************** Haja Raias!… Mergulhar na IMPERCEPTIBILIDADE

ESCRITORES, ACADÉMICOS, PROFESSORES, ARQUITECTOS, POETAS, ARTISTAS CONVIDADOS: María Ángeles Pérez Lopez( Poeta, ensaísta, professora Univ.Salamanca; José António Franco Taboada( artista plástico, professor catedrático Univ.Corunha); Montserrat Villar Gonzalez( poeta, ensaísta, Espanha);

Cultura

Poesia | Enquanto os jornais anunciavam o fim do mundo, meu amor

Enquanto os jornais anunciavam o fim do mundo, meu amor nós contávamos o dinheiro que nos sobrava para ver a deslocação das nuvens olhávamos na superfície dos dedos o duelo

Crónica Cultura

Poesia | Os homens que carregam dúvidas ocupam demasiado espaço

Os homens que carregam dúvidas ocupam demasiado espaço. . Na urgência de uma dúvida rebentar caminham rápido          demasiado rápido não vá o caos lançar-se subitamente no

Arte

Poesia | A ciclotímica arte de ser português e/ou poeta – Diálogo

. . Mas afinal quanto anos tem? Eu não tenho anos, albergo em mim todos os anos. Digamos que sou uma espécie de qualquer coisa que ao tempo pertence. No

Autor Cultura Literatura Poesia

Do que nós precisávamos era de uma salva de palmas no final de cada sonho

    Do que nós precisávamos era de uma salva de palmas no final de cada sonho e de assobiar com os dedos, de assobiar com os dedos como faziam