Tag "João Palhares"

Voltar à homepage
Cultura

‘Fanny e Alexander’, o último filme de Ingmar Bergman e a abolição das fronteiras entre a vida e a morte

    Na sua segunda auto-biografia, o realizador sueco escreveu que “perto do final dos anos 70, era para dirigir Os Contos de Hoffman na Ópera de Munique. Comecei a fantasiar sobre

Cinema Cultura

‘Vencidos pela Lei’, de Jim Jarmusch, de terra da imaginação a clássico do cinema

Em 2017, no âmbito do VII Encontro Anual da Associação de Investigadores da Imagem em Movimento (AIM), Carlos Melo Ferreira escreveu sobre o realizador Jim Jarmusch, diretor de Vencidos pela

Cinema Cultura

O Fim do Outono, de Yasujiru Ozu – tentativa de subverter e re-articular estórias sagradas como vulgares

    Citado por Donald Richie, no seu livro sobre o cineasta japonês, Yasujiro Ozu disse que “as pessoas, por vezes, complicam as coisas mais simples. A vida, que parece

Cinema Cultura

Viagem a Tóquio – um dos mais extraordinários filmes japoneses de todos os tempos

    Num artigo escrito para a Sight and Sound em 1964, Chishū Ryū, pai de tantos filmes de Yasujiro Ozu, descreveu o método de trabalho do cineasta. “Quando eu estava a

Crónica Cultura

Lucky Star | ‘O Apartamento’ de Billy Wilder exibe universalidade e lirismo inabaláveis 60 anos depois

    Pelos vistos, a inspiração original para O Apartamento foi outro filme, de David Lean, o famosíssimo Breve Encontro entre Celia Johnson e Trevor Howard de 1945. Billy Wilder viu essa

Crónica Cultura

Lucky Star | ‘Mon Oncle’ (1958) de Jacques Tati

    O Lucky Star – Cineclube de Braga regressa à obra do grande mestre do cinema e da comédia Jacques Tati, mostrando, pela altura do Natal, o muito humano

Cinema Crónica Cultura

Visão de masculinidade e feminilidade de ‘A Estrada (1954)’, de Federico Fellini’, desafia a sociedade contemporânea

    A Estrada de Federico Fellini é uma das obras-maiores do cinema por uma visão de masculinidade e feminilidade oferecidas que continuam, ainda que de forma mais subtil, a

Arte Cultura

Cineclube | ‘Sophia, na primeira pessoa’ de Manuel Mozos

    O ano passado, em entrevista ao site Comunidade, Cultura e Arte, Mozos falou sobre Sophia, na primeira pessoa, dizendo que “(…) apesar de em termos de realização eu

Cultura

Lucky Star | ‘Cinzas e Brasas’ (2015) de Manuel Mozos

    Ilustrando a sexta faixa do terceiro álbum de Rodrigo Leão com os Vox Ensemble, Theatrum, Solitarium marca a segunda colaboração entre Manuel Mozos e Leão, depois de Um Passo, Outro

Agenda Crónica Cultura LifeStyle

Lucky Star | Xavier (1992) de Manuel Mozos

    Manuel Mozos é uma das figuras mais fascinantes e singulares das últimas décadas do cinema português. Produto da escola Superior de Teatro e Cinema da Lisboa dos anos

Cultura

Lucky Star | ‘Santiago, Itália’ (2018) de Nanni Moretti

    Em entrevista ao L’express no início deste ano, e quando lhe perguntam porque escolheu uma história tão antiga para o seu filme, Nanni Moretti responde que “primeiro, descobri durante uma conferência

Braga Cinema Cultura

‘Casa de Lava’ (1994) deixou um rastilho na obra de Pedro Costa

    ‘Quando Casa de Lava estreou em 1995, ninguém, nem mesmo os que imediatamente o reconheceram como um título capital, podia imaginar o rasto – o rastilho – que

Cultura

Lucky Star | Couraçado Potemkine de Sergei Eisentein (1925)

      Num artigo em que aponta os erros que cometeu em O Prado de Bejine, filme inacabado e de que conhecemos só trinta minutos, Eisenstein toma como exemplo o

Cultura

Lucky Star | La Pointe Courte (1990) de Agnès Varda

    A carreira cinematográfica de Agnès Varda, que começou na fotografia, durou mais de sessenta anos. La Pointe Courte é o primeiro filme de Varda, considerado por muitos como o grande

Cinema Cultura

‘Persona’ ou ‘A Máscara’ (1966), a obra-prima de Ingmar Bergman

    João Bénard da Costa não esteve com rodeios ou meias-palavras quando descreveu Persona, de Ingmar Bergman, com Bibi Andersson e Liv Ullmann, monumento artístico dos anos 60, como

Mais recentes

Lucky Star | ‘Os Chapéus de Chuva de Cherburgo’ de Jacques Demy

    Nas Donzelas de Rochefort, Jacques Demy criou um mundo à parte, povoado de personagens em movimento perpétuo e que se vão encontrando e desencontrando de filme para filme. Os Chapéus

Agenda Cultura Mais recentes

Lucky Star | Pickpocket / O Carteirista de Robert Bresson

    Depois da exibição do belíssimo Un condamné à mort s’est échappé ou Le vent souffle où il veut em Maio do ano passado, o Lucky Star – Cineclube de Braga

Cinema Cultura

‘Um verão de amor’ (1951) de Ingmar Bergman ‘é o mais belo dos filmes’

    Um Verão de Amor de Ingmar Bergman (o belo título original é Sommarlek) é um dos filmes mais amados por João Bénard da Costa. “O mais belo dos filmes” tem

Cultura

Lucky Star | Roma Cidade Aberta (1945) de Roberto Rossellini

      Em texto traduzido e republicado no catálogo da Cinemateca Portuguesa dedicado a Roberto Rossellini, o cineasta deixa claro que “em 1944, imediatamente após a guerra, tudo em

Cultura

Lucky Star | Merlusse, de Marcel Pagnol

      Em Le Cas Pagnol, texto presente no livro fundamental Qu’est ce que le cinéma?, André Bazin escreveu que “Marcel Pagnol completa o ideal da Academia francesa para o americano

Cultura

Lucky Star | The Last Day of Leonard Cohen in Hydra, de Mário Fernandes

    Para a sessão final dedicada ao ciclo “Belo e a Consolação”, que o Lucky Star – Cineclube de Braga  preparou em parceria com os Encontros da Imagem, de

Mais recentes

Lucky Star | Luz Teimosa, de Luís Alves de Matos

    O Lucky Star – Cineclube de Braga prossegue o ciclo ‘O Belo e a Consolação’, estabelecido em parceria com os Encontros da Imagem. Desta feita será exibido Luz Teimosa,

Agenda Cultura

Lucky Star | Viagem em Itália, de Roberto Rosselini

    A viagem por Itália do casal interpretado por Ingrid Bergman e George Sanders que se transformou no maior estandarte do cinema moderno será apresentada pelo Lucky Star –

Agenda Cultura

Lucky Star | A Mulher Canhota (1978) de Peter Handke

    Handke, que foi ao Festival de Cinema de Lisboa e do Estoril, em 2016, disse a Paulo Branco que “fiz o filme há quarenta anos e para mim é difícil