Jorge Ferreira, da Agro-Sanus, é o convidado da Campo Aberto

Sustentabilidade | Covideos debatem compatibilidade entre agricultura e ambiente

Sustentabilidade | Covideos debatem compatibilidade entre agricultura e ambiente

Pub

 

 

No próximo sábado, 2 de maio, pelas 15h00, a Campo Aberto, associação ambientalista dirigida por José Carlos Marques, com sede no Porto, e o grupo informal Covideos que no facebook tem vindo a debater as problemáticas ambientais em época de Covid-19, nomeadamente em torno da energia, urbanismo e economia, realizam, um debate online com Jorge Ferreira, engenheiro agrónomo especialista em agricultura biológica e sócio-gerente da Agro-Sanus.

Por estes dias, “a Covid-19 pôs em evidência a fragilidade alimentar em que nos encontramos. Com culturas intensivas, como o olival que se encontra em crescimento acentuado com prejuízo de outras culturas também essenciais – Portugal importa, por exemplo, 95% do trigo que consome – os impactes no ambiente são vastíssimos e põem em causa a nossa segurança alimentar”, considera a Campo Aberto.

Neste debate abordar-se-á a situação atual da agricultura em Portugal, a sua sustentabilidade (ou falta dela), riscos acrescidos como os que colocam as alterações climáticas, bem como o que fazer para compatibilizar agricultura e ambiente. A melhoria da fertilidade do solo e a sua regeneração pode ser a solução para dois problemas – sustentabilidade ambiental da produção agrícola e alterações climáticas.

Jorge Ferreira é licenciado em Engenharia Agronómica pelo Instituto Superior de Agronomia, onde foi também professor convidado. Especialista em agricultura biológica e pomicultor biológico na zona norte do Ribatejo, ajudou a fundar a associação Agrobio, em 1985, e fundou, em 1999, a empresa Agro-Sanus. Colabora com a Organização Não Governamental “Plataforma Transgénicos Fora” e é membro do Conselho de Certificação da CertiPlanet.

Para participar na conversa, basta clicar em ZOOM e seguir as instruções, tendo desde logo em conta que poderá ser preciso instalar uma pequena aplicação no computador ou telemóvel.

 

Fonte: Campo Aberto

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais ou outros.

*

Pub

Categories: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.