Covid-19 agrava risco de óbito em pessoas hipertensas

Saúde | Tabaco responsável por 20% das mortes por doenças cardíacas

Saúde | Tabaco responsável por 20% das mortes por doenças cardíacas

Pub

 

 

Todos os anos, 1,9 milhão de pessoas morrem de doenças cardíacas induzidas pelo tabaco, de acordo com um novo relatório hoje divulgado pela Organização Mundial da Saúde, antes do Dia Mundial do Coração, que está marcado para 29 de setembro.

Estes números equivalem a uma em cada cinco mortes por doenças cardíacas, alertam os autores do relatório, que exortam todos os usuários de tabaco a pararem de fumar, assim evitando um possível ataque cardíaco, e enfatizando que os fumadores têm maior probabilidade de experimentar um evento cardiovascular agudo numa idade mais jovem do que os não fumadores.

Um ano sem fumar, o dobro de possibilidade de não sofrer de doenças cardíacas

Apenas alguns cigarros por dia, o fumo ocasional ou a exposição ao fumo passivo aumentam o risco de doenças cardíacas. Mas se os usuários de tabaco tomarem medidas imediatas e pararem de fumar, o risco de doenças cardíacas diminuirá em 50% após um ano sem fumar.

“Dado o nível atual de evidências sobre o tabaco e a saúde cardiovascular e os benefícios de parar de fumar para a saúde, deixar de oferecer serviços de cessação a pacientes com doenças cardíacas pode ser considerado negligência clínica ou negligência. As sociedades de cardiologia devem treinar seus membros na cessação do tabagismo, bem como promover e até impulsionar os esforços de defesa do controle do tabaco ”, refere Eduardo Bianco, médico e presidente do Grupo de Especialistas em Tabaco da World Heart Federation, também participante nesta investigação.

O relatório também mostra que o tabaco sem fumo é responsável por cerca de 200.000 mortes por doença coronária. O cigarro eletrónico, ao contrário do que muitos pensam, também aumenta os níveis de tensão arterial, aumentando o risco de doenças cardiovasculares.


Covid-19 evidencia relação entre óbitos e hipertensão e doenças cardíacas

Além disso, a hipertensão e as doenças cardíacas aumentam o risco de Covid-19 grave. Uma pesquisa recente da OMS, realizada em dois dos países mais afetados pela atual pandemia, descobriu que entre as pessoas que morreram de Covid-19 na Itália, 67% sofriam de tensão alta e, na Espanha, 43% das pessoas que desenvolveram Covid-19 viviam com doenças cardíacas.

“Os governos têm a responsabilidade de proteger a saúde de seu povo e ajudar a reverter a epidemia do tabaco. Tornar as nossas comunidades livres do fumo reduz o número de internamentos hospitalares relacionadas com o tabaco, o que é mais importante do que nunca no atual contexto de pandemia ”, afirma Vinayak Prasad, médico, Chefe da Unidade Sem Tabaco da OMS.

O controle do tabagismo é um elemento chave para reduzir as doenças cardíacas. Como sugestão de atuação, a OMS deixa a recomendação aos governos para ajudarem os fumadores a deixarem o seu hábito, aumentando os impostos sobre os produtos do tabaco, reforçando a proibição da publicidade ao tabaco e oferecendo serviços para ajudar as pessoas a abandonar o tabaco.

Este estudo teve ainda a colaboração da universidade australiana de Newcastle.

 

Fonte: OMS; Imagem: Michelle Ding/Unsplash

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categories: Ciência, Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.