Estudo da VoteWatch Europe regista que eurodeputados portugueses são os mais influentes do Parlamento Europeu

Reconhecimento | José Manuel Fernandes: o eurodeputado português mais influente em 2020 (e 7º na classificação global)

Reconhecimento | José Manuel Fernandes: o eurodeputado português mais influente em 2020 (e 7º na classificação global)

Pub

 

 

O vilaverdense José Manuel Fernandes é o mais influente dos eurodeputados portugueses e o 7.º em todo o Parlamento Europeu entre os 705 com assento no Parlamento Europeu (PE), aponta um estudo realizado pela VoteWatch Europe que congrega pela primeira vez duas áreas de influência, a política e a social.

José Manuel Fernandes obteve esta classificação principalmente devido, entre outras realizações, ao seu papel de liderança em vários dossiês de política relativos aos recursos próprios da União Europeia (UE) e ao fundo de solidariedade da UE.

Este ranking mede a influência dos deputados europeus dos Estados-Membros da UE, dando a conhecer aqueles “mais bem posicionados para influenciar a formulação das políticas europeias nos próximos anos”, cita o Correio do Minho. Este diário bracarense destaca o facto de o parlamentar social-democrata ter ganho uma influência substancial em comparação com o mandato anterior, em que ocuupava a 44.ª posição – sendo , ainda assim, então, o eleito português mais influente no PE.

Neste relatório, o termo “influência” indica “em que medida um deputado europeu molda a política da UE, sem considerar a direção (ideológica) em que essa política é moldada”: capacidade de mudar a legislação, ganhar votos e moldar debates; e a influência social, medida pela habilidade de alcançar pessoas, moldar a conversa pública e construir uma comunidade de apoio nas redes sociais.

Distrital de Braga do PSD congratula-se com reconhecimento 

Satisfeita com os resultados desta avaliação, a Comissão Política Distrital do PSD de Braga congratulou o eurodeputado José Manuel Fernandes pela sua influência política e social.

Segundo revela, numa escala que avalia os eurodeputados de 0 a 100, José Manuel Fernandes obteve a avaliação de 81,3 por cento.

Para Paulo Cunha, o presidente desta estrutura política, este é “o reconhecimento merecido do trabalho de José Manuel Fernandes, que tem sido incansável na sua função, tendo o distrito e Portugal contado sempre com a sua atenção”.

“Quem acompanha a atividade do eurodeputado reconhece que esta é uma avaliação que se coaduna com a sua competência” afirmou, ainda, Paulo Cunha.

Eurodeputados portugueses são os mais influentes

No estudo deste ano, de forma surpreendente, e contrariamente a uma ideia muito propalada publicamente de que os eurodeputados, e em especial os portugueses, pouco trabalham, a delegação portuguesa tornou-se a mais influente entre todas as representações nacionais no Parlamento Europeu.

Os eurodeputados portugueses registaram uma subida admirável desde a última avaliação. Embora os portugueses tenham uma pontuação elevada em todo o conjunto de indicadores, a principal explicação para o sucesso da delegação portuguesa reside no seu papel de liderança na formulação da legislação. Portugal apresenta um elevado número de relatores sobre dossiês legislativos importantes.

Curiosamente, mais do que para outros Estados-Membros, estas tarefas legislativas estão distribuídas de forma bastante equilibrada entre os deputados portugueses, o que atesta a força global da delegação, assinala a VoteWatch Europe. Embora o Parlamento Europeu se encontre mais fragmentado e polarizado após as últimas eleições europeias, a maioria dos deputados portugueses concentra-se nos dois maiores grupos, PPE e S&D, onde o seu peso tem vindo a aumentar devido ao facto de estes grupos se terem reduzido (o que não é o caso dos principais partidos portugueses).

 

Fontes: PSD, VoteWatch Europe, Correio do Minho

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo. Pode fazê-lo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categories: Política

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.