Bracarenses condenam desleixo a que o seu rio parece estar votado

Poluição | Rio ‘teimoso’, o Este persiste em ser colorido

Poluição | Rio ‘teimoso’, o Este persiste em ser colorido

Pub

 

 

‘UMA VERGONHA!’

É assim que José Campos classifica o triste espetáculo a que assistiu esta quarta-feira, 7 de outubro, por volta das duas da tarde, junto à Ponte Pedrinha, em Braga.

A “água” de um “afluente” do rio Este, que ali passa, “descarregava” um líquido de cor violeta “no NOSSO rio”, lembra o bracarense, assumindo que este é da comunidade e não apenas do autor do atentado.

Indignado, José Campos deixa uma mensagem ao edil bracarense, salientando o controle privado da qualidade do curso de água:

“Senhor presidente da Câmara Municipal de Braga, Dr. Ricardo Rio,

Deve uma explicação a todos os bracarenses sobre esta e outras situações que continuam a acontecer no Rio Este. Afinal para que é que andamos a pagar a empresas para controlarem a água do rio se depois é o que se vê?”

Lembrando antigas promessas eleitorais de que o rio Este se tornaria limpo e “isento de porcaria”, José Campos não é meigo no tom das críticas dirigidas ao edil bracarense.

“Não se escuse e venha a terreiro justificar o porquê destes crimes que, ainda por cima, passam impunes. Triste é quando os que deveriam cumprir as promessas feitas são os primeiros a esquecê-las e a encobrir estes verdadeiros atentados. Ficamos à espera que nos diga algo”.

Cenário de degradação e abandono

“Há uns dias era este o cenário! Inqualificável!!”, indignou-se também o jovem Hélder Teixeira, que registou também o rio noutra cor, dessa vez o branco, apenas alguns dias antes.

 

Fonte: José Campos: Imagem: (0) José Campos/Wikipedia/VN ed, (1) Hélder Rodrigues

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais se podem referir, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo. Pode fazê-lo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking ou multibanco.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

*

Pub

Categories: Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.