‘Mamã, podemos ter um humano de estimação?’

Literatura | Carolina Allegro recebe Prémio ‘Matilde Rosa Araújo’ 2020 atribuído pelo Município da Trofa

Literatura | Carolina Allegro recebe Prémio ‘Matilde Rosa Araújo’ 2020 atribuído pelo Município da Trofa

Pub

 

 

Carolina Allegro recebeu o Prémio ‘Matilde Rosa Araújo’ do Concurso Lusófono da Trofa pela livro “Mamã, podemos ter um humano de estimação?”, esta sexta-feira, 20 de novembro. O prémio é promovido com a colaboração do Instituto Camões.

A iniciativa, uma das mais marcantes das celebrações do 22º aniversário do Município da Trofa, destaca-se no cartaz cultural da autarquia, pelo seu impacto internacional, tendo como objetivo principal premiar a criatividade literária de novos autores e ilustradores de contos infantis dos diferentes países de língua oficial portuguesa. A cerimónia decorreu, este ano, por videoconferência.

Carolina Allegro verá a sua obra publicada em 2021

O momento destacou a divulgação dos vencedores do Concurso Lusófono da Trofa “Prémio Matilde Rosa Araújo” 2020, que este na foi atribuído à portuguesa Maria Carolina Sollari Allegro Machado Lopes. A vencedora foi galardoada com um prémio de 2.000,00 euros, atribuído ao conto “Mamã, podemos ter um humano de estimação?”.

Já o Prémio de Melhor Ilustração foi atribuído a Ladeira, igualmente de Portugal, a quem foi atribuído um prémio de 1.500,00 euros, pela ilustração do poema Arco-íris de Matilde Rosa Araújo.

O Prémio Lusofonia, no valor de 1.000,00 euros, foi atribuído a Fernando Adão Carlos, de Angola, pelo conto “A Bicicleta Avó-Mãe”. Esta foi a primeira vez que um autor natural de Angola foi distinguido.

Como habitualmente, a cerimónia contou ainda com a atribuição de Menções Honrosas. Assim, na categoria Conto, foi atribuída ao português Fernando Manuel Amorim Giesta, pelo conto “A horta da Senhora Woolf tem. Batatas e Alfaces tem. Uma linha de comboio tem” e ao brasileiro Diego Alves Amâncio, pelo seu trabalho “Procurando a Raquel”.

Na categoria de ilustração, este ano foi introduzida como novidade a existência de Menções Honrosas e foram atribuídas aos portugueses Pedro Velho e Rafael Mendes Pereira.

Vitória Alves apresenta o vencedor de 2019: ‘O Mistério da Meia Desaparecida’

O momento contou ainda com o lançamento do Conto Vencedor do Concurso Lusófono da Trofa em 2019, “O Mistério da Meia Desaparecida”, da autoria de Vitória Alves e com ilustração de Sandra Sofia Santos, ambas vencedoras da edição 2019 deste Concurso. Esta obra dedicada a criança foi agora lançada, pois em maio último, altura em que estava prevista a sua apresentação, a Feira do Livro da Trofa teve que ser cancelada devido à pandemia.

Este ano, o Concurso Lusófono da Trofa – Prémio Matilde Rosa Araújo viu renovado o júri responsável pela seleção das ilustrações e dos contos vencedores, integrando agora o escritor David Machado, o ilustrador João Vaz de Carvalho, as representantes da Editora Tcharan, Adélia Carvalho (escritora) e Marta Madureira (ilustradora), a representante do Camões, IP, Ana Isabel Soares (Docente na Universidade do Algarve) e o representante da Câmara Municipal da Trofa, João Rosas (bibliotecário).

Esta iniciativa mantém a parceria do Instituto Camões e atingiu este ano a maioridade, já que esta ação nasceu em 2002 como Concurso Literário da Trofa.

**

*

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

Vila Nova é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a Vila Nova é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a Vila Nova tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

*

Pub

Categories: Cultura

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.