Participação dos jovens na sociedade permite fazer a diferença, como é o caso da Praia e das Hortas Urbanas

Cidadania | Santo Tirso volta a lançar Orçamento Participativo Jovem

Cidadania | Santo Tirso volta a lançar Orçamento Participativo Jovem

Pub

 

 

A partir desta quinta-feira, 8 de outubro, e até 10 de novembro, estão abertas as candidaturas à nova edição do Orçamento Participativo Jovem de Santo Tirso (OPJ) 2020. Podem submeter propostas jovens entre os 12 e os 30 anos, residentes, recenseados ou estudantes no concelho.

O OPJ está aberto à participação dos jovens entre os 12 e os 30 anos. As propostas devem ser submetidas, exclusivamente, acedendo à plataforma eletrónica criada para o efeito, www.opjst.cm-stirso.pta partir de 8 de outubro e até dia 10 de novembro, às 12h00.

Jovens podem fazer a diferença tendo um papel ativo na sociedade

“É com grande entusiamo que arrancamos com uma nova edição do Orçamento Participativo Jovem, um projeto que tem dado importantes equipamentos ao concelho”, refere o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa, apelando aos jovens para que “aproveitem esta oportunidade para fazer a diferença e terem um papel ativo na sociedade”.

Um dos projetos vencedores em 2019 tinha já participado em edições anteriores, lembra o autarca tirsense salientando ainda que “ vale sempre a pena ser perseverante e continuar a tentar”.

De 11 novembro a 5 de janeiro serão analisadas pela Comissão Técnica do OPJ de Santo Tirso todas as propostas que estejam de acordo com os requisitos estabelecidos no regulamento. São também os jovens, entre os 12 e os 30 anos, a decidir a proposta vencedora. A votação estará aberta de 28 de janeiro a 11 fevereiro.

O OPJ esteve na origem de importantes espaços do concelho, nomeadamente a Praia e as Hortas Urbanas. O orçamento para a edição de 2020 é de 120 mil euros.

 

Fonte e Imagem: Município de Santo Tirso

**

*

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver; e não pagou por isso.

Vila Nova é cidadania e serviço público: diário digital generalista de âmbito regional, independente e pluralé gratuito para os leitores. Acreditamos que a informação de qualidade, que ajuda a pensar e a decidir, é um direito de todos numa sociedade que se pretende democrática.

Como deve calcular, a Vila Nova praticamente não tem receitas publicitárias. Mais importante do que isso, não tem o apoio nem depende de nenhum grupo económico ou político.

Você sabe que pode contar connosco. Estamos por isso a pedir aos leitores como você, que têm disponibilidade para o fazer, um pequeno contributo.

A Vila Nova tem custos de funcionamento, entre eles, ainda que de forma não exclusiva, a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a Vila Nova pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta e plural.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo – a partir de 1,00 euro – sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco. Se é uma empresa ou instituição, poderá receber publicidade como forma de retribuição.

Se quiser fazer uma assinatura com a periodicidade que entender adequada, programe as suas contribuições. Estabeleça esse compromisso connosco.

Contamos consigo.

*

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Obs: Envie-nos o comprovativo da transferência e o seu número de contribuinte caso pretenda receber o comprovativo de pagamento, para efeitos fiscais.

*

Pub

Categories: Agenda, Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.