Poesia

Voltar à homepage
Cultura Poesia

É nas encruzilhadas que se travam as batalhas

    1 É nas encruzilhadas que se travam as batalhas – grandes e pequenas – e se acende a chama. É nas encruzilhadas que se ateia o fogo, Se

Cultura Poesia

É sempre o leitor que escreve os versos invisíveis do sentido

    1. A verdade pode ser dita, porque quem sabe, já sabe; e quem não, não acredita. 2. As palavras, num poema, nem precisam ter sentido. Basta que tenham

Cultura Literatura Poesia

Quando amanhã vires

      1. Quando amanhã vires por mero acaso este granito se ele existir fica a saber que o gravei a correr com a alma a doer na palma

Arte Literatura Poesia Sociedade

Para ti, Mãe

    Para ti quis trazer as coisas mais belas e em tudo o que fiz pus o cuidado meticuloso de quem ama porque os outros se mascaram mas tu

Cultura Literatura Poesia

O Rei do Mundo responde ao Poema Indecente com um antipoema

    Não… Não era minha intenção nascer no meio dos reis e dos palhaços malabaristas e dos donos destas estradas inócuas. Não… Não… Não… Não era minha intenção ser

Cultura Literatura Poesia

Não gosto de poemas

    Não gosto de poemas, porque me fazem espirrar. Eles fazem-me cuspir sangue que não é meu, recitar orações subordinadas pouco valiosas, dançar uma valsa com um destino que

Cultura Ensaio Literatura Livros Poesia

Falhar com verdade

    1. No Natal de 1996, o meu pai deu-me como presente a antologia Primeiro Livro de Poesia, organizada por Sophia de Mello Breyner Andresen. Já antes havia recebido

Cultura Literatura Poesia

Dejá-vu

    ezra pound descalço canta: “tree you are, / moss you are, / you are violets with wind / above them…” cantam os pés brancos sobre as tábuas oscilando

Cinema Cultura Ensaio Filosofia Literatura Poesia

A vida é puta: ou a poesia face à iminência da morte

    1. Vinte e cinco anos depois da sua estreia, o filme Se7en – Sete Pecados Mortais, com realização de David Fincher, continua a ser elevado como precursor de

Cultura Literatura Livros Poesia

Assírio & Alvim (re)antologia Luís Miguel Nava com ‘Poesia’

    A pele era o que de mais solitário havia no seu corpo. Há quem, tendo-a metida num cofre até às mais fundas raízes, simule não ter pele, quando

Cultura Literatura Livros Poesia

Luís Filipe Sarmento publica ‘Ao Rubro: Poesia Reunida 1975-2020’

  “Estou feliz. 1200 páginas de felicidade.” A obra Ao Rubro acaba de ser publica pela Poética Edições. Reúne a poesia de Luís Filipe Sarmento, publicada ao longo dos seus 45

Crónica Cultura Poesia Sociedade

… era Valentina, de seu nome…

    … não consigo dormir, nem pegar em nenhuma fotografia; em quase todas, tem um gato ao colo, lembrando as meninas de Renoir, dizendo de uma ternura por haver…

Crónica Cultura Famalicão Poesia

Qualquer coisa assim – da poesia em Famalicão

    Sábado de manhã, 29 de setembro, na Fundação Cupertino Miranda, em Famalicão, era apresentado o livro Carmina 3 – do corpo: outras habitações, identidades e desejos outros em

Cultura Literatura Poesia

Quatro poemas de visitação a Marrakesh

Jardim de Ménara e devagar fomos chegando pelas ruas e múltiplas portas da cidade cor rosavelho aromatizada de especiarias de incensos e véus inesperados ao longe enquadrando o imenso jardim

Autor Cultura Literatura Poesia

Do que nós precisávamos era de uma salva de palmas no final de cada sonho

    Do que nós precisávamos era de uma salva de palmas no final de cada sonho e de assobiar com os dedos, de assobiar com os dedos como faziam

Cultura Literatura Poesia

Vemo-nos amanhã

    Vemo-nos amanhã. Amanhã talvez o dia esteja mais luminoso e eu te encontre quando o sol estiver no momento do entardecer não sabendo se vá ou se fique,