Posts From Cláudia Ferreira

Voltar à homepage
Crónica Cultura Democracia História Identidade Museologia

O ‘Padrão dos Descobrimentos’ e outras descobertas

    Perante a possibilidade teórica de ser derrubado o ‘Padrão dos Descobrimentos‘, o que foi apresentado, [por Ascenso Simões], como símbolo da estocada final numa ditadura ainda disseminada pelos

Crónica Filosofia Igualdade Livros Sexualidade Sociedade

‘Libertem-nos do Feminismo!’ – diálogo com Bérénice Levet

    A reflexão de Bérénice Levet é importante no actual contexto em que vários indícios, e razões já instaladas, desconcertam de facto feministas que se perfilam num horizonte de

Autor Cultura Ensaio

Escultura | Defesa dos amantes: ‘O Abandono’

    Camille Claudel, com O Abandono, uma visão de rara sensibilidade, tanto artística, como humana, dá-nos a mão: os amantes estão sempre em equilíbrio instável. Camille Claudel demonstrou, com

Crónica Sociedade

Cidadania | Democracia: horizonte infinito e interior do Mundo

    Democracia: onde há homens há também mulheres     ‘A Democracia nasce aqui: numa Liberdade que é braço estendido, numa Igualdade que é justiça social, numa Fraternidade que

Crónica Cultura

O feminino: coordenada cultural contemporânea?

    No Ocidente, o feminino e as políticas de igualdade marcam as agendas. Todavia, a violência exercida sobre mulheres continua preocupante.     No que respeita a homens e

Crónica Cultura

Leonardo da Vinci: o “intervalo” entre a ciência e a arte

    Leonardo da Vinci, tomado como filho exemplar do Renascimento, fincou-se, talvez como nenhum outro homem, na vertigem que separa a ciência da arte, e vice-versa. Com efeito, é

Arte Crónica

Tendências | As obras de arte: duplos de viver

    Platão fez recair sobre a arte a sombra da dúvida, ao considerá-la cópia ostensiva e deteriorada da realidade; e esta, por sua vez, teria a configuração pálida das

Crónica

Género | A noite do tempo?

    Em face da consideração histórica da mulher como fêmea, exposta brutalmente na sua abertura primordial, toda pele sensibilizada, sem acesso directo, e de direito, à razão, à alma,