AFeTRa lança petição para renaturalizar Santa Catarina

AFeTRa lança petição para renaturalizar Santa Catarina

Pub

 

 

Depois da tragédia ambiental ocorrida no Monte de Santa Catarina, que levou ao abate de de uma extensa área de sobreiros com o intuito de se proceder à ‘plantação’ de painéis fotovoltaicos, a associação ambientalista Famalicão em Transição (AFeTRa) lançou uma petição pública no sentido de se renaturalizar aquele que é considerado um património local natural da comunidade famalicense.

Contando desde o momento do seu lançamento com algumas dezenas de assinaturas, a Famalicão em Transição, uma das mais ativas e representivas, na área da sustentabilidade ambiental, no referido Concelho, espera congregar nesta Petição um número muito mais elevado de famalicenses de forma a que esta seja representativa do conjunto da vontade da comunidade, desde sempre ligada ao local devido ao usufruto público do espaço, pese embora a sua natureza privada.

O documento, a enviar à Assembleia Municipal de Famalicão, pretende definir as bases para a criação de um parque florestal protegido no Monte de Santa Catarina, em Calendário e Outiz, na área destas freguesias afetadas pela ‘perda irreparável’ de sobreiros ali ocorrida no final de 2022.

Petição procura sensibilizar políticos e outras entidades renaturalizar espaço de usufruto comunitário

A Petição foi lançada pela AfeTRa a 25 de fevereiro, aquando da realização de um encontro que reuniu algumas dezenas de pessoas e foi seguido de marcha no local alvo da tragédia ambiental. As assinaturas serão depois levadas à Assembleia Municipal de Vila Nova de Famalicão, no sentido de tentar sensibilizar os políticos locais e as diversas entidades envolvidas nesta inesperada transformação do espaço, tendo em conta a vontade comunitária de manter o Monte de Santa Catarina como um local de usufruto da população famalicense.

Assim, se é residente no concelho de Famalicão, e tem 18 ou mais anos de idade, pode participar na iniciativa de proteção do Monte de Santa Catarina, assinando a petição. A Famalicão em Trasição estará no próximo dia 11 de março, entre as 14h30 e as 18h00, a recolher assinaturas na Praça Cupertino de Miranda. No dia 18 de março, entre as 14h30 e as 18h00, poderá encontrar a AfeTRA no Parque da Juventude.

A Associação ambientalista, que recebeu um prémio municipal pela sua atividade em prol da comunidade, procura também ajuda na recolha de assinaturas, pelo que disponibiliza um impresso para quem queira imprimir e promover ativamente a coleta de assinaturas. Estas, devidamente preenchidas e validadas com todos os dados, deverão depois ser enviadas através do email [email protected],  entregues em mão ou enviadas pelo correio. Para qualquer esclarecimento adicional, a Famalicão em Transição disponibiliza ainda um número de telemóvel para o qual poderá ligar: 916081302.

afetra - famalicão em transição - ambiente - ecologia - monte do facho - outiz - calendário - vila nova de famalicão - sobreiros - parque - património natural

Petição “Pela Proteção do Monte de Santa Catarina”

Exmo. Sr. Presidente da Mesa da Assembleia Municipal de Vila Nova de Famalicão,

Recentemente, o nosso Concelho sofreu uma grande perda ambiental. Em nome da transição energética permitiu-se o abate de quase 300 sobreiros, estes que faziam parte da maior mancha de sobreiros do Concelho. Além disso, destruíram-se habitats naturais, património ambiental, um local de memórias e de partilhas em família, assim como décadas de regeneração natural do solo, cujos impactes são difíceis de calcular.

Nós, as cidadãs e os cidadãos famalicenses abaixo assinadas/os, defendemos que a resposta às alterações climáticas e a transição energética não podem acontecer à custa de mais prejuízos para o ambiente.

Assim posto, solicitamos a V.ªs Ex.ªs que desenvolvam esforços no sentido de criar um parque florestal protegido no Monte de Santa Catarina e terrenos adjacentes, protegendo os aglomerados de sobreiros existentes e criando, paralelamente, uma floresta autóctone. A isso acrescentamos a reposição do coberto vegetal na área conhecida como o Penedo da Lua (ou Meia Lua) e nas encostas adjacentes, garantindo o acesso público ao local.

Monte de Santa Catarina com ‘perda irreparável’ de sobreiros

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

Imagens: AFeTRa

Energia solar fotovoltaica sim, mas não a qualquer preço

Famalicão rega fogueira climática com gasolina

Monte de Santa Catarina palco de caminhada-crowdfunding

Famalicão vai contar com Rede Municipal de Trilhos da Natureza

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.