amadeu baptista – céu azul quase noturno com nuvens cinzentas escuras ameaçadoras de tempestade –

poesia - poema - amadeu baptista - amor - abandono - perda - julgamento - juízo - coração -

Categorias:

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.