‘Sementes de Outono’ chega aos palcos de 4 concelhos da região Norte

‘Sementes de Outono’ chega aos palcos de 4 concelhos da região Norte

Pub

 

 

Cinco associações culturais de cinco concelhos da zona norte lideradas pelo Projecto Cardo envolvem cerca de 100 pessoas em Sementes de Outono, uma encenação que será apresentada em quatro concelhos diferentes: Cabeceiras de Basto, Miranda do Douro, Santo Tirso e Vila do Conde.

Sementes de Outono é o resultado de uma reflexão coletiva sobre o que esta estação representa (ou deveria representar) no nosso ciclo natural. Espetáculo colaborativo e multidisciplinar, Sementes de Outono foi criado e é interpretado por cerca de 100 pessoas entre professores e alunos da Associação Cultural Tirsense, Buscapólos – Associação Cultural, Cardo-Amarelo – Escola de Música Tradicional, Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e Lérias – Associação Cultural.

Datas e locais de apresentação de Sementes de Outono

26 de Novembro, 21h00 – Auditório da Caramonico, Associação Cultural (Palaçoulo, Miranda do Douro)

1 de Dezembro, 18h30 – Auditório Municipal de Vila do Conde (Vila do Conde)

4 de Dezembro, 18h30 – Fábrica de Santo Thyrso (Santo Tirso)

8 de Dezembro, 18h30 – Praça da República (Cabeceiras de Basto)

O Projecto Cardo é uma associação que tem como principal objetivo intervir artística e pedagogicamente na sociedade atual através da música, focando grande parte do seu trabalho na preservação, divulgação e promoção da música tradicional portuguesa. Nasceu da vontade e da necessidade de criar uma equipa com o perfil, a sensibilidade e a generosidade necessárias ao trabalho de escutar, observar e aprender diretamente
com a população e, por fim, transformar essa informação em objeto artístico ou em material pedagógico. A matéria prima do trabalho do Projecto Cardo é, assim, o saber de cada indivíduo com que se cruza e de cada comunidade com que se envolve.

Sob a direção de Carmina Repas Gonçalves e Antony Fernandes, fundadores do Ensemble Cardo-Roxo e da Cardo-Amarelo – Escola de Música Tradicional, a equip+a do Projecto Cardo trabalha diariamente para valorizar a música, sensibilizando, envolvendo e ensinando. A música tradicional é uma expressão musical privilegiada na realização das diferentes ações do projeto, uma vez que esteticamente é unificadora. A identificação e o reconhecimento do repertório são muito importantes para a integração multigeracional, para a utilização da língua e das suas expressões mais antigas, para a exploração e atualização da herança cultural.

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.