Richard Zenith revela, de ‘forma impressionante e magistral’, uma das figuras mais originais e proeminentes do modernismo europeu

‘Uma biografia’ de Pessoa desvenda o homem e a obra literária

‘Uma biografia’ de Pessoa desvenda o homem e a obra literária

Pub

 

 

Pessoa. Uma Biografia, de Richard Zenith, é a nova biografia sobre o mais aclamado poeta do modernismo português e hoje em com frequência reconhecido como um dos nomes maiores da literatura contemporânea. Amplamente elogiada e incluída em várias listas de melhores livros do ano, como o New York Times, The Spectator ou a Publishers Weekly, o livro que ‘imortaliza a vida de um dos maiores escritores do século XX’ foi um dos três finalistas do Prémio Pulitzer, na categoria Biografia, um dos mais conceituados prémios mundiais. Pessoa. Uma Biografia, publicado em português pela Quetzal Editores, vai ser disponibilizado nas livrarias portuguesas esta quinta-feira, 19 de maio.

A monumental obra – 1184 páginas – do crítico literário, investigador e tradutor Richard Zenith, especialista na obra de Fernando Pessoa (1888-1935), foi originalmente publicada em Inglês em 2021 tomou mais de 12 anos de trabalho e investigação ao seu autor. A obra do biógrafo equipara-se, de certo modo, à vida do próprio Pessoa, que configura ‘uma obra-prima da literatura moderna’, ‘imortaliza a vida de um gigante da literatura’ e ‘confirma o poder duradouro da obra de Pessoa para falar profeticamente à desconexão do mundo contemporâneo’, conforme referiu o júri do Prémio Pulitzer na conclusão da sua nota de reconhecimento da qualidade do trabalho agora publicado em português.

Pessoa, um homem [até aqui] quase desconhecido

Fernando Pessoa é, a par de Luís de Camões, o maior poeta português. E é uma das figuras proeminentes do modernismo europeu, juntamente com escritores como Kafka, Joyce e Proust. O seu vastíssimo legado – da poesia, drama e ficção ao artigo de opinião e escrita mediúnica, cruzando e aprofundando inúmeros domínios do conhecimento (da literatura à religião, passando pela história, a filosofia, a astrologia e tantos outros) – tem vindo a ser progressivamente conhecido pelos leitores portugueses e de todo o mundo.

Porém, ainda hoje o homem por detrás da extraordinária multiplicidade de vozes (os heterónimos e dezenas de outros autores ficcionais), e de uma das obras literárias mais complexas e ricas de todos os tempos, continua a ser um quase desconhecido da maioria dos portugueses e do público leitor em geral.

À época da sua morte, Pessoa parecia destinado ao esquecimento literário. Contudo, depois da ocorrência tudo se transformou em favor da sua grandeza quando foram descobertos cerca de 25.000 documentos inéditos deixados num grande baú de madeira.

João Gaspar Simões, com a publicação da primeira biografia Vida e Obra de Fernando Pessoa: História de uma Geração – sobre o escritor em 1950, teve o grande mérito de reconhecer a importância de Fernando Pessoa numa altura em que o poeta ainda não era justamente apreciado. Mas a obra não se baseou numa pesquisa mais aprofundada e, apesar das outras biografias entretanto surgidas, desde há muitos anos que se sentia a falta de uma obra biográfica de referência.

Outras biografias se lhe seguiram, como as Ángel Crespo (A Vida Plural de Fernando Pessoa) ou Robert Bréchon (Estranho Estrangeiro: uma Biografia de Fernando Pessoa). O trabalho de Richard Zenith, no entanto, é uma obra-prima que dá a conhecer e revela um dos nossos escritores mais enigmáticos, agora que passa já quase um século após a sua morte.

Pessoa inventou dezenas de alter egos, ou ‘heterónimos’, sob cujos nomes escreveu em português, inglês e francês. Com base no vasto arquivo de fontes, bem como em cartas de família inéditas, e habilmente contrapondo a vida do poeta às correntes nacionalistas da história europeia do século XX, Richard Zenith revela finalmente, nesta biografia, as verdadeiras profundezas da imaginação fértil e do génio literário de Fernando Pessoa.

Biografia e vida literária de Pessoa descodificadas em obra distinguida pelo prémio Pulitzer

Richard Zenith destrinça, em Pessoa. Uma biografia, praticamente todas as personalidades imaginadas do escritor, demonstrando como eram projeções, subprodutos ou resultados incidentais de um projeto maior, ou metamorfoses do próprio deste gigante da literatura. ‘Um homem solitário que teve apenas um caso amoroso, em última análise, platónico, Pessoa usou seus escritos e de seus heterónimos para explorar questões de sexualidade, buscar obsessivamente a verdade espiritual e tentar traçar um caminho para um Portugal ignorante e politicamente agitado’, refere o júri do Pulitzer.

Embora preferisse o mundo da sua mente, Pessoa não deixou de ser um homem dos lugares onde viveu, quer Lisboa que Durban, a cidade da África do Sul onde passou nove anos, ainda criança, na viragem do século. No seu livro, Zenith recria o drama da adolescência de Pessoa – quando surgiram os primeiros heterónimos – e as suas tentativas de sobrevivência como tradutor e editor. Zenith apresenta-nos também o círculo boémio de amigos de Fernando Pessoa e Ofélia Queiroz, a quem tratava, entre outros delicodoces epítetos, por ‘Meu Bebé, meu Bebezinho querido‘, com quem trocou inúmeras cartas de amor. Pessoa revela com igual força o empenho inabalável do poeta na defesa de escritores homossexuais cujos livros foram proibidos, bem como a sua corajosa oposição a Salazar, o ditador português, no final da sua vida. Numa prosa impressionante e magistral, Zenith, conclui o júri do Pulitzer, contextualiza as realizações literárias póstumas de Pessoa – especialmente na sua obra mais famosa, O Livro do Desassossego, do semi-heterónimo Bernardo Soares.

PESSOA: A Biography, no original, do norte-americano naturalizado português Richard Zenith, que agora se publica em Portugal, vem suprir definitivamente essa lacuna depois de ter sido previamente publicado, em 2021, nos Estados Unidos e na Grã-Bretanha.

Richard Zenith, o especialista em Pessoa

Radicado em Portugal há mais de 30 anos, Richard Zenith é escritor, tradutor, investigador, e um dos mais destacados especialistas (nacionais e internacionais) da vida e obra pessoanas.

Tendo descoberto a obra de Fernando Pessoa, que de imediato o fascinou, com o poema Tabacaria, do heterónimo Álvaro de Campos, um dos poemas mais conhecidos do autor e alguns poemas de outro dos mais conhecidos heterónimos pessoanos Alberto Caeiro, através de uma amiga, seria com a descoberta do Livro do Desassossego, que mais tarde viria a traduzir e reconstruir, que Richard Zenith se apaixonou pela escrita de um autor que se manteve criança até ao fim, conforme refere em entrevista a Pedro Dias de Almeida, na Visão, a propósito de a heteronímia do escritor ter tido raízes na juventude sul-africana.

Ligado ao Grupo de Estudos do Modernismo Português a partir de 1997, o trabalho que Richard Zenith desenvolveu sobre a obra pessoana e as edições que levou a cabo de muitos inéditos (mas também de éditos), quer em Portugal quer no mundo anglo-saxónico, é vasto, abrangente e marcado por um caminho parcialmente independente. Reorganizador do Livro do Desassossego e muitas outras obras de Pessoa (algumas em parceria com Fernando Cabral Martins) publicadas pela Assírio & Alvim, o biógrafo do grande poeta português publicou uma fotobiografia de Pessoa (em parceria com Joaquim Vieira) e foi cocomissário da exposição Fernando Pessoa: Plural Como o Universo (São Paulo, 2010; Rio de Janeiro, 2011; Lisboa, 2012). Richard Zenith traduziu não apenas várias obras de Pessoa para inglês mas também as cantigas galego-portuguesas, Camões, Carlos Drummond de Andrade, Sophia de Mello Breyner Andresen e muitos outros poetas vivos. Richard Zenith foi galardoado com o Prémio Pessoa em 2012.

pessoa. uma biografia - livro - richard zenith - quetzal editores - fernando pessoa - heterónimos - modernismo

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão

O seu diário digital VILA NOVA Online é gratuito para os leitores e sempre será.

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91; BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados. Receberá, na volta do correio, o recibo para efeitos fiscais ou outros.

Publicidade (promoções e tabelas em vigor):

Basta enviar-nos o comprovativo da sua compra e o conteúdo a publicar.

Envie-nos os seus dados. Receberá, na volta do correio, o recibo para efeitos fiscais ou outros.

Contacte-nos para situações especiais.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

Editada edição comemorativa da Viagem a Portugal de José Saramarago

Dez (ou onze) curiosidades sobre José Saramago

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Cultura, Literatura, Livros

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.