Novo Governo prossegue objetivos da Agenda para a Década

Novo Governo prossegue objetivos da Agenda para a Década

Pub

 

 

Depois de, no discurso da tomada de posse do XXIII Governo Constitucional, António Costa, o primeiro-ministro, ter afirmado, esta quarta-feira, 30 de março, que se espera “que o Governo seja capaz de responder no dia a dia às dificuldades com que [os Portugueses] se deparam, sem descurar a construção de um futuro melhor a médio e longo prazo”, Mariana Vieira da Silva, a ministra da Presidência afirmou que o Programa do XXIII Governo Constitucional prossegue os objetivos da Agenda para a Década, aprovada em 2015. Além disso, visa também responder aos quatro grandes desafios: emergência climática; transição digital; demografia; e desigualdades.

Na apresentação do Programa do XXIII Governo – aprovado ontem no Conselho de Ministros e já entregue na Assembleia da República – Mariana Vieira da Silva referiu que, além dos objetivos da Agenda para a Década, o documento inclui os investimentos e as reformas previstas no PRR e assenta num reajustamento do cenário macroeconómico, previsto no Programa de Estabilidade.

A Ministra disse ainda que o programa do novo Governo se encontra ajustado ao contexto internacional da invasão da Ucrânia por parte da Rússia, continua a prever medidas de combate à pandemia e prossegue uma trajetória de crescimento, de desenvolvimento e de convergência com a União Europeia.

Compromissos fundamentais do novo Governo: emergência climática, transição digital, demografia e desigualdades

Mariana Vieira da Silva referiu ainda os ‘quatro compromissos fundamentais’ do novo Governo previstos no documento:

  1. Execução integral das medidas de apoio às famílias e de incentivo às empresas, já previstas na proposta de Orçamento do Estado para 2022;
  2. Funcionamento de uma task force ao serviço da recuperação do País, desde a economia das famílias à economia das empresas, estabelecendo como objetivo continuar a crescer acima da média europeia, durante os próximos 4 anos;
  3. Agenda para as novas gerações e para as famílias com filhos, que tenha como pilares fundamentais a garantia de habitação acessível e de execução da Agenda para o Trabalho Digno;
  4. Reforço e eficácia na resposta aos problemas emergentes do País, apostando numa  Saúde e numa Educação públicas e de qualidade, com reforço de investimento e melhoria da prestação de serviços.

Para lá da Agenda para a Década, no atual “momento de incerteza e da volatilidade em que vivemos”, concluiu a ministra Mariana Vieira da Silva, importa ao Governo  “encontrar respostas de médio e longo prazo aos problemas e às necessidades que o nosso País tem, resolvendo os problemas que apareçam e identificando oportunidades”, para que se alcance “um País que seja mais justo, mais próspero e com maiores níveis de igualdade”.

mariana vieira da silva - governo - partido socialista - investimento - agenda para a década - 1920 - 1930 - governo - ps - administração - política -poilíticas


Imagems: 0) Mike Flamento / Unsplash + PS (ed VN) 1) Mike Flamenco / Unsplash + Governo + PS (ed VN)


JYSK Portugal - Vila Nova de Famalicão - Lagoa - Atlantic Park - Decoração - Têxteis-lar - Casa - Habitação - Loja - Residência - Morada - conforto - bem-estar - JYSK - JYSK Portugal - Vila Nova de Famalicão - loja - estabelecimento comercial - atlantic park - decoração - têxteis-lar, colchões - roupa de cama - roupa de banho - mobiliário - conceito - 3.0 - hygge - bem-estar - conforto - tranquilidade - preço - desconto - reabertura - investimento - postos de trabalho

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: [email protected]

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pela sua colaboração.

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Administração, Portugal

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.