‘A guerra – disputa de matérias primas, para baixar custos de produção, expropriação de activos, transferência de orçamentos da saúde e educação – é a saída ignóbil e catastrófica para as crises cíclicas do capitalismo, desde 1914’

As sanções à Rússia pela guerra na Ucrânia são um erro

As sanções à Rússia pela guerra na Ucrânia são um erro

Pub

 

 

As sanções à Rússia não são uma ajuda nem ao povo da Ucrânia nem contra a guerra.

Se o objectivo era ajudar o povo ucraniano o Ocidente podia suspender a sua dívida pública, mas isso implicaria perdas para accionistas ocidentais que detêm esses títulos.

As sanções, um sacríficio diferenciado

As sanções não são um sacrifício idêntico para todos os europeus, como se alega, porque há muitos europeus que não só mantêm como aumentaram os lucros com a guerra, no campo da energia, do armamento (electrónica, informática, aço, computação, etc); especuladores.

As sanções servem como medida de expropriação de alguns capitais russos, antes bem recebidos por empresários ocidentais, que com as sanções passam a controlar directamente esses capitais.

A crise económica provocou a guerra

Os preços já tinham disparado antes da guerra, com o trigo a subir 20%, a inflação já era de 8% nos EUA, antes da guerra.

Não foi a guerra que provocou a crise económica, foi a crise económica que provou a guerra, uma vez que a deflacção de preços de produção (e a inflacção dos preços de consumo), dois sintomas das depressões no capitalismo, tinham começado antes da guerra.

A guerra, uma saída ignóbil para as crises do capitalismo

A guerra – disputa de matérias primas, para baixar custos de produção, expropriação de activos, economia de guerra (transferência de orçamentos da saúde e educação) – é a saída ignóbil e catastrófica para as crises cíclicas do capitalismo, desde 1914.

JYSK Portugal - Vila Nova de Famalicão - Lagoa - Atlantic Park - Decoração - Têxteis-lar - Casa - Habitação - Loja - Residência - Morada - conforto - bem-estar - JYSK - JYSK Portugal - Vila Nova de Famalicão - loja - estabelecimento comercial - atlantic park - decoração - têxteis-lar, colchões - roupa de cama - roupa de banho - mobiliário - conceito - 3.0 - hygge - bem-estar - conforto - tranquilidade - preço - desconto - reabertura - investimento - postos de trabalho

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão

Obs: artigo previamente publicado no blogue da autora Raquel Varela | Historiadora, tendo sofrido ligeiras adequações na presente edição.

Imagem: DR

‘Um dia na vida de Ivan Deníssovitch’, a obra-prima de Soljenítsin

O negro irregular da ruína: entre Tolstoi e Rui Nunes

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pela sua colaboração.

Pub

Categorias: Crónica, Economia, Política

Acerca do Autor

Raquel Varela

Raquel Varela é Historiadora, Investigadora e professora universitária da FCSH da Universidade Nova de Lisboa / IHC / Socialdata Nova4Globe, Fellow do International Institute for Social History (Amsterdam) e membro do Observatório para as Condições de Vida e Trabalho. Foi Professora-visitante internacional da Universidade Federal Fluminense. É coordenadora do projeto internacional de história global do trabalho In The Same Boat? Shipbuilding industry, a global labour history no ISSH Amsterdam / Holanda. Autora e coordenadora de mais de 2 dezenas de livros sobre história do trabalho, do movimento operário, história global. Publicou como autora mais de 5 dezenas de artigos em revistas com arbitragem científica, na área da sociologia, história, serviço social e ciência política. Foi responsável científica das comemorações oficiais dos 40 anos do 25 de Abril (2014). Em 2013 recebeu o Santander Prize for Internationalization of Scientific Production. É editora convidada da Editora de História do Movimento Operário Pluto Press/London e comentadora residente do programa semanal de debate público O Último Apaga a Luz na RTP. Entre outros, autora do livro Breve História da Europa (Bertrand, 2018).

Comente este artigo

Only registered users can comment.