‘Ajudar a compreender as raízes e o contexto de um dos acontecimentos mais terríveis desde a II Guerra Mundial’

Rússia: 3 sugestões de leitura para entender a nova Guerra Fria

Rússia: 3 sugestões de leitura para entender a nova Guerra Fria

Pub

 

 

Rússia invade Ucrânia e atira Mundo para nova Guerra Fria. Foi esta a bomba que deu início à guerra entre os dois países e nos assombrou às primeiras horas do dia 24 de fevereiro de 2022.

Muitos já não julgavam ser possível, em pleno séc. XXI, acabados de sair de uma pandemia que nos enfraqueceu a esperança e as perspetivas, assistir a um conflito bélico com estas características. Julgávamos que a História nos teria já ensinado que erros não voltar a cometer – ou que erros não deveríamos deixar cometer.

Num mundo dominado pelo digital, e pela realidade a acontecer em direto no ecrã que já tem lugar cativo na palma da nossa mão, urge também, por isso mesmo, conhecer a História, para compreender o presente. Na atual circunstância de guerra entre a Rússia (Россия)e a Ucrânia (Україна), é imperativo que não nos deixemos cair na tentação da opinião fácil e desinformada, cada vez mais comum no palco das redes sociais. Estes 3 livros podem ajudar a compreender as raízes e o contexto de um dos acontecimentos mais terríveis desde a II Guerra Mundial.

1 – A Mais Breve História da Rússia – Dos Eslavos a Putin, de José Milhazes

Nação de proporções colossais ou continente? Luz do mundo ou terra condenada? Aliado da Europa e do Ocidente ou seu adversário mortal? Território de santos, czares, poetas, pintores, revolucionários e músicos, a Rússia é um enorme mistério que importa desvendar. Esconde uma história tão rica, antiga e diversa quanto desconhecida. José Milhazes, o grande especialista português da Rússia, propõe neste livro uma viagem fascinante que atravessa séculos e séculos da história, cultura e civilização russas, que começa nos povos eslavos vários séculos antes de Cristo e acaba na actualidade, com Putin. Nesta edição que inclui dezenas de fotografias e mapas – além de uma cronologia e de bibliografia aconselhada para quem quiser saber mais – fique a conhecer a geografia, os povos, as grandes figuras, efemérides e feitos desta grande nação em permanente devir.

“A Rússia dos nossos dias abrange um enorme território com uma área aproximada de 17 milhões de Km2, atravessado por mais de dez fusos horários, com terras eternamente congeladas, densas florestas e infindas estepes, extensos rios e lagos, fazendo fronteira com 16 países. Foi palco de inúmeros acontecimentos e conflitos, de expansões e invasões, de conquistas e derrotas, mas soube preservar o seu principal núcleo, uma civilização com um papel de charneira entre a Europa e a Ásia, detentora de uma cultura rica e de uma massa humana que se distingue em muitos domínios do conhecimento e das artes. A extensão e diversidade deste enorme território, que alcança os limites geográficos da Eurásia, torna a Rússia, aos olhos de muitos, difícil de ser entendida como um país. Mas a uniformidade das suas características civilizacionais desaconselha a que se tenha dela visões redutoras.

Foi difícil escrever este livro, pois uma breve história implica uma selecção dos factos mais importantes, o que lhe dá um cunho muito pessoa e subjectivo. Mas o seu objectivo é meritório, pretende dar ao leitor uma ferramenta útil para a compreensão da vida passada e presente do maior país do mundo. Saber como surgiu e se desenvolveu um país que ao longo da sua história teve vários nomes – Rus, Moscóvia, Império Russo, União Soviética, Federação da Rússia -, conhecer como nesse território coexistiram, e ainda coexistem, cerca de 160 povos com culturas muito diversas, indagar sobre as personagens, acontecimentos e feitos mais marcantes da história do povo russo. São estes e outros temas que o leitor encontrará em A Mais Breve História da Rússia.

Após a leitura do livro o leitor poderá decidir com qual das opiniões dos escritores clássicos russos se identifica mais, sendo que elas não são necessariamente conflituantes entre si.

“Um problema difícil apresenta-se incessantemente ao russo: o dilema de organizar o seu vasto território. A imensidão da Rússia e a ausência de limites ficou gravada na estrutura da alma russa.

O panorama da alma russa corresponde ao panorama da Rússia, a mesma falta de limites, falta de formas, alcançando a infinidade.”

Nikolai Berdiáev, filósofo

“Estou longe de admirar tudo o que vejo a meu redor… Mas juro por minha honra que por nada no mundo eu gostaria de trocar a minha pátria ou de ter qualquer história diferente daquela de nossos ancestrais, como Deus nos deu.”

Alexandre Puchkin

“É a nossa apatia russa: não sentir as responsabilidades advindas dos nossos direitos e consequentemente negá-las.”

Lev Tolstói

Do Preâmbulo – Rússia: país ou continente?

a mais breve história da rússia - dos eslavos a putin - livro - josé milhazes - europa - história - rússia - ucrânia - guerra - eslavos - putin - zelensky - união soviética

2 – História da Rússia, de Gregory L. Freeze

Este livro trespassa os mitos e mistérios que envolvem a Rússia desde os seus primórdios, com revelações de arquivos confidenciais cuja existência se desconhecia até há pouco tempo. Uma equipa distinta de historiadores removeu a propaganda e os preconceitos do passado para contar a história definitiva da Rússia, desde o seu início em Kiev e no Principado Moscovita até aos três últimos séculos de império, revolução, comunismo, crise pós-soviética e reconstrução. Esta edição atualizada abrange ainda os desenvolvimentos desde a era de Putin até à primeira década do século XXI, constituindo uma história por si mesma envolvente e essencial para todos aqueles que se interessam pela Rússia e pelo lugar que este país ocupa no mundo.

história da rússia - livro - gregory l. freeze - história - rússia - ucrânia - putin - zelensky - guerra - europa

3 – A Invenção da Nova Rússia, de Arkady Ostrovky

A dissolução da União soviética gerou uma onde de optimismo pelo mundo fora. Hoje em dia, no entanto, a Rússia é encarada como um país desestabilizador e uma ameaça à paz. Como é que um país que se libertou de setenta anos de governação soviética acabou como uma das maiores ameaças ao Ocidente e, até, ao seu próprio futuro? porque é que as pessoas que rejeitaram a ideologia comunista acabaram por aceitar a propaganda do Estado? Neste livro ousado e esclarecedor, Arkady Ostrovsky conduz o leitor numa viagem apaixonante através da transformação tumultuosa da Rússia pós-soviética e analisa os principais pontos de viragem que muitas vezes apanharam o mundo de surpresa.

“Passava da meia-noite do dia 27 de fevereiro de 2015. Eu estava a fazer as alterações finais neste livro, quando soube que Boris Nemtsov, um político liberal que outrora fora apontado como futuro presidente da Rússia, tinha sido baleado quatro vezes nas costas quando passava por uma ponte a escassa distância do Kremlin.
Era o assassínio político mais ressonante na história da Rússia pós-soviética e parecia um sonho. Eu conhecia Nemtsov – era mais do que uma fonte para mim. De todos os políticos russos com quem mantinha contacto, era o único que eu considerava um amigo. Era carismático, determinado, honesto, despretensioso e cheio de vida. O seu corpo avantajado jazia agora no asfalto molhado, coberto por sacos de lixo pretos, com as cúpulas de São Basílio atrás dele: era um homicídio de bilhete-postal – continue-se para lá da imagem da capa deste livro e chegar-se-á ao local.
Os assassinos de Nemtsov agiram com descaramento e não estavam à espera de ser detidos. Quando um deles o foi, chegou-se à conclusão de que se tratava de um oficial ligado ao serviço de Ramzan Kadyrov, o homem-forte da Chechénia e antigo rebelde colocado no poder pelo presidente russo Vladimir Putin para manter o território sob o seu controlo. Kadyrov jurara lealdade pessoal a Putin, ajudara a anexar a Crimeia e rapidamente saiu em defesa do suposto homicida dizendo que se tratava de um «verdadeiro patriota».”

Do Prólogo – Uma Procissão Silenciosa

a invenção da nova rússia - livro - arkay ostrovsky - europa - história - rússia - ucrânia - guerra - eslavos - putin - zelensky - união soviética

JYSK Portugal - Vila Nova de Famalicão - Lagoa - Atlantic Park - Decoração - Têxteis-lar - Casa - Habitação - Loja - Residência - Morada - conforto - bem-estar - JYSK - JYSK Portugal - Vila Nova de Famalicão - loja - estabelecimento comercial - atlantic park - decoração - têxteis-lar, colchões - roupa de cama - roupa de banho - mobiliário - conceito - 3.0 - hygge - bem-estar - conforto - tranquilidade - preço - desconto - reabertura - investimento - postos de trabalho

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão

Obs: artigo previamente publicado no Blogue Somos Livros, da Bertrand. Texto original sofreu ligeiras adeqauções na presente edição.

Laboratório Poético para Mulheres acontece em Guimarães

‘Mães Paralelas’, de Pedro Almodovar, em grande destaque na programação de março do Cineclube de Joane

Imagens: DR

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pela sua colaboração.

Dez (ou onze) livros para compreender a situação atual no Afeganistão

Dez (ou onze) curiosidades sobre José Saramago

José Saramago ‘regressa’ à edição com livro de palavras e imagens

Pub

Categorias: Cultura, História, Livros

Acerca do Autor

Marisa Sousa

Marisa, 30 anos, vegana desde os 25 anos e agora ativista a tempo inteiro. O veganismo surgiu na minha vida numa fase de grandes mudanças, quando tentava alinhar as minhas ações com os meus princípios e percebi que, enquanto alguém que sempre disse gostar de animais, não podia continuar a comê-los. Sendo já ativista por outras causas sociais, a luta pelos direitos dos animais acabou por acontecer naturalmente até se tornar uma grande parte da minha vida. Hoje sou, entre outras coisas, co-organizadora do Porto Animal Save e Braga Animal Save, dois grupos de ativistas veganos que realizam vigílias pacíficas junto aos matadouros.

Artigos Relacionados

Comente este artigo

Only registered users can comment.