Investimento de 50 milhões de euros em nova plataforma logística na Área Empresarial da Ermida representa mais um impulso para a economia local

ALDI cria até 300 postos de trabalho em Santo Tirso

ALDI cria até 300 postos de trabalho em Santo Tirso

Pub

 

 

A rede de supermercados ALDI pretende instalar uma plataforma logística na Área Empresarial da Ermida, em Santo Tirso, avançando com as obras já no próximo mês de março. Na primeira fase do projeto, envolverá um investimento de 50 milhões de euros e a criação de 200 postos de trabalho. A multinacional alemã é, assim, um dos investidores já garantidos no âmbito da expansão daquela área empresarial, assinala Alberto Costa, o presidente da Câmara de Santo Tirso..

Com mais de uma centena de supermercados em Portugal, a retalhista germânica quer iniciar os trabalhos de instalação de uma plataforma logística muito em breve, se possível ainda no próximo mês de março, na Área Empresarial da Ermida, em Santo Tirso, tendo como objetivo começar a operar em meados de 2024. Ao todo, serão 160 mil metros quadrados de terreno, dos quais 40 mil dizem respeito a área construída. Numa segunda fase, o projeto da ALDI prevê a expansão das instalações e a criação de 100 postos de trabalho adicionais.

ALDI irá ocupar parte significativa da Quinta da Chinesa

Se após a conclusão do período de discussão pública do projeto, a Assembleia Municipal de Santo Tirso der o seu aval à implementação do projeto, como se espera, a rede de supermercados ALDI irá ocupar duas das cinco novas plataformas destinadas à fixação de indústrias na referida Área Empresarial da Ermida, correspondentes aos terrenos da denominada Quinta da Chinesa.

O Plano de Pormenor da Quinta da Chinesa conta com uma área de intervenção de 34,8 hectares e, concluído o período de discussão pública, será amanhã votado pelo executivo municipal, para depois ser levado, no próximo dia 24 de fevereiro, à Assembleia Municipal de Santo Tirso.

Área Empresarial da Ermida cria quase 3 mil postos de trabalho em Santo Tirso

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa, em entrevista à rádio Antena 1, “só nesta área empresarial já foram investidos 250 milhões de euros, instaladas mais de uma dezena de novas empresas e criados cerca de dois mil postos de trabalho.

Por outro lado, com a adição dos novos terrenos – quase 38 hectares – agora  acrescentados à Zona Empresarial da Ermida, com a inclusão da vulgarmente designada Quinta da Chinesa à zona industrial, cujo investimento corresponde a 130 milhões de euros, Alberto Costa indica que se prevê a criação de cerca de 800 postos de trabalho, o que representa “uma extraordinária mais-valia para a economia do concelho”.

Investimento fundamental para o futuro de Santo Tirso

“A captação de investimento é um aspeto fundamental para o futuro de Santo Tirso, pois isso significa dinamização económica, mais emprego e maior capacidade de fixação da população”, sublinha Alberto Costa, realçando a importância de mais este impulso para a economia local.

Para lá da excelente localização geográfica da Zona Empresarial da Ermida, muito central e próxima em relação a diversas áreas de produção económica e infraestruturas de transportes, onde agora os Supermercados ALDI vão fixar a sua nova plataforma logística, o autarca salienta, ainda, que “o interesse de grandes empresas, como a ALDI, em investir em Santo Tirso é o resultado não só da criação das condições necessárias para tal, no caso a criação de áreas empresariais de excelência, mas também da aposta do Município na diplomacia económica e na competitividade estratégica”.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - jornal diário digital generalista com sede em vila nova de famalicão

Franqueira Adventure regressa a Barcelos nas Festas das Cruzes

Imagem: Google Earth

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pela sua colaboração.

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.