Coleção de Arte Contemporânea do Estado disponível online

Coleção de Arte Contemporânea do Estado disponível online

Pub

 

 

A Coleção de Arte Contemporânea do Estado (CACE) está disponível online desde esta quarta-feira, 26 de janeiro. Na página da Internet que o Estado agora disponibiliza é possível encontrar imagens virtuais de alta qualidade de um vasto número de obras que a compõem, bem como informação relativa à história da Coleção. Trata-se de uma ferramenta dinâmica de informação e comunicação ao serviço de um público alargado, sendo igualmente um importante referencial para investigadores e curadores, mas também para professores e alunos.

A CACE tem como missão garantir o acesso alargado ao património artístico contemporâneo nacional, privilegiando a respetiva fruição em todo o território. A página da Internet que agora se disponibiliza facilita estes desígnios, recorrendo ao online, permitindo o seu acesso em qualquer lugar.

Coleção de Arte Contemporânea do Estado disponível em instituições de referência

A CACE é uma coleção de arte contemporânea de natureza pública, iniciada pelo Estado em 1976, através da Secretaria de Estado da Cultura e composta por obras realizadas em diversos suportes, tais como pintura, desenho, gravura, fotografia, escultura, vídeo e instalação, na sua maioria, embora não exclusivamente, de artistas portugueses.

Tutelada pelo Ministério da Cultura, através da Direção-Geral do Património Cultural, a CACE encontra-se depositada e disponível em instituições de referência, como o Museu de Serralves, Centro Cultural de Belém, a Fundação Arpad Szenes – Vieira da Silva ou o Centro de Arte Contemporânea de Coimbra, entre muitas outras, tanto em Portugal como no estrangeiro.

1828 obras de arte integram a CACE neste momento

Nos últimos anos, o acervo da CACE foi engrandecido pela incorporação de duas importantes coleções de arte contemporânea (Coleção Miró e Coleção ex-BPN), bem como pelo Programa Anual de Aquisição de Arte Contemporânea, criado em 2019, através do qual foram integradas 166 obras de 145 artistas portugueses. Atualmente, a CACE é composta por 1828 obras de arte. A natureza da Coleção leva a que esta seja disponibilização online aconteça mediante presença de uma página em permanente atualização.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - jornal diário digital generalista de âmbito regional

Amar uma sombra: com Lourdes Castro

Imagem: Nikias Skapinakis

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Visite também os nossos anunciantes.

Gratos pelo apoio e colaboração.

Carlos Nogueira oferece ‘casa com esquina. a céu aberto’ a Santo Tirso

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Arte

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.