Socialistas pretendem manter permanentes condições de operacionalidade e segurança dos pequenos portos de mar como Esposende na próxima legislatura

PS aposta no mar como forte capital para potenciar o desenvolvimento

PS aposta no mar como forte capital para potenciar o desenvolvimento

Pub

 

 

Com o mar e a pesca em mente, José Luís Carneiro, cabeça de lista do Partido Socialista (PS) pelo círculo eleitoral de Braga às Eleições Legislativas de 30 de janeiro, reuniu na tarde desta sexta-feira, 14 de janeiro, com a Associação dos Pescadores Profissionais do Concelho de Esposende, tendo esclarecido junto desta relevante agremiação local o posicionamento do partido relativamente às problemáticas do mar, em geral, e às da pesca em Esposende, em particular.

Nesta visita, o secretário-geral adjunto do Partido Socialista foi acompanhado por Teresa Coelho, que exerce atualmente funções como Secretária de Estado das Pescas, e os também candidatos a deputados Joaquim Barreto, Hugo Pires, Luís Soares, Eduardo Oliveira, Tito Evangelista e Hugo Teixeira.

“O PS não deixa ninguém para trás. Olhamos para o país da floresta ao mar. E valorizamos o nosso território e as nossas gentes”, clarificou José Luís Carneiro, em reunião com os homens do mar de Esposende.

Desassoreamento da foz do rio Cávado está politicamente aprovado

Mas, num momento em que as maiores preocupações dos pescadores do concelho passam pelo assoreamento na foz do rio Cávado e a destruição da restinga – problema de vários anos em Esposende e com graves consequências para as famílias dependentes das atividades piscatórias, uma vez que dificulta imenso as saídas para o mar -, os deputados do distrito eleitos pelo partido lembram que têm lutado para contrariar esta situação. Aproveitam a ocasião para deixar claro que o desassoreamento de Esposende – que o Governo pretendia concretizar em 2021 – “está aprovado politicamente”, referiu Joaquim Barreto.

Manter permanentes condições de operacionalidade e segurança dos pequenos portos de mar

“O território nacional, pela sua posição geográfica, é particularmente vulnerável aos efeitos das alterações climáticas. Este é um problema que reconhecemos noutros locais e, por esse motivo, pretendemos na próxima legislatura, no uso das nossas competências, diligenciar para a execução de um plano plurianual de dragagens e de monitorização de infraestruturas marítimas dos portos pequenos, no sentido de manter as condições de operacionalidade e segurança aos níveis adequados”, reforçou o presidente da Federação Distrital de Braga do Partido Socialista.

Segundo afirma Joaquim Barreto, “o processo está em vias de ser desbloqueado, pendente dos serviços desconcentrados do Ministério do Ambiente e do Mar e do entendimento entre a Docapesca e o ICNF (Instituto de Conservação da natureza e das Florestas)”.

Ampliar o Simplex do Mar para desmaterializar mais procedimentos

Hugo Pires referiu, na sua intervenção, que os socialistas pretendem prosseguir a renovação do Simplex do mar, “ampliando a desmaterialização de procedimentos no acesso às atividades no mar, através da utilização do Balcão Eletrónico do Mar e Sistema Nacional de Embarcações e Marítimos”.

Aumentar a atratividade do Setor das Pescas

No encontro realizado com os pescadores, José Luís Carneiro elucidou que o Partido Socialista continuará a apostar no potencial do Mar, pretendendo “aumentar a atratividade do setor das pescas, continuando a aposta na investigação e conhecimento dos stocks de pescado e sua evolução, com vista a uma pesca sustentável e de longo prazo, reforçando a utilização de artes de pesca seletivas e biodegradáveis, é uma prioridade, assim como a renovação das frotas, prevista no próximo quadro de apoio comunitário”.

José Luís Carneiro terminou a visita garantindo que “o PS não deixa ninguém para trás. Olhamos para o país da floresta ao mar. E valorizamos o nosso território e as nossas gentes”.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - diário digital generalista de âmbito regional - desporto

José Luís Carneiro e PS visitam Hospital de Famalicão

Hospital de S. João: mais cirurgias e menos tempo de espera em 2021

SNS reforçado com 2160 novos profissionais de Saúde

Imagem: Vlada Karpovich/Pexels

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

Bloco de Esquerda propõe criação de empresa pública de dragagens

Esposende prepara crianças e jovens para literacia dos oceanos

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.