‘Aproveitar o potencial da mobilidade humana’

CLAIM de Guimarães atendeu quase 500 imigrantes em 2020

CLAIM de Guimarães atendeu quase 500 imigrantes em 2020

Pub

 

 

Este sábado, 18 de dezembro, assinala-se o Dia Internacional do Migrante, pelo que no âmbito das atividades preparadas para assinalar a data a Coordenadora do CLAIM (Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes) de Guimarães deslocar-se-á, na segunda-feira, 20 de dezembro, ao Agrupamento de Escolas Virgínia Moura para uma ação de envolvimento e acolhimento da comunidade migrante destinada a alunos do 9º ano de escolaridade, filhos de pessoas que se deslocaram para o território vimaranense em busca de trabalho..

Em termos de balanço de atividade, o CLAIM, um serviço vimaranense que faz a diferença na vida de muitas pessoas, dispondo de um portal de apoio que simplifica contactos e acessos, acaba de divulgar que efetuou 461 atendimentos a imigrantes –  maioritariamente no apoio à regularização em território nacional e dos familiares, no ano de 2020.

Atendimentos apoiam migrantes, mas também empresas em busca de mão de obra

A tipologia dos atendimentos passa pela regularização em Portugal pela via do trabalho, reagrupamento familiar e apoio ao contacto com o SEF – Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, para agendamento na resolução de problemas eventualmente surgidos. Nos últimos tempos, atendendo à atual falta de mão de obra, o CLAIM tem sido também abordado por algumas empresas em busca de trabalhadores.

No concelho de Guimarães residem 2.481 cidadãos migrantes com autorização de residência, segundo os dados mais recentes do SEF. Estes imigrantes são oriundos de 72 países e com maior incidência são naturais de Angola, Brasil, Bangladesh, Cabo Verde, Chile, Guiné Bissau, Nepal, Turquia, Ucrânia e Uzbequistão.

Apoiar o acolhimento e integração dos migrantes, promovendo a interculturalidade

O CLAIM iniciou as suas funções há cerca de 11 anos, em 10 de maio 2010, com instalações na Divisão de Ação Social da Câmara Municipal de Guimarães, com o patrocínio do Alto Comissariado para as Migrações (ACM), com o objetivo de criar pontes culturais e linguísticas.

Tem como missão ir além da informação, apoiando em todo o processo do acolhimento e integração dos migrantes, articulando com as diversas estruturas locais, promovendo a interculturalidade a nível local, nas suas mais diversas áreas de trabalho.

Dia Internacional dos Migrantes

Em 18 de dezembro de 1990, a Assembleia Geral das Nações Unidas adotou uma resolução sobre a Convenção Internacional sobre a Proteção dos Direitos de Todos os Trabalhadores Migrantes e Membros de Suas Famílias.

A cada ano, em 18 de dezembro, as Nações Unidas, por meio da organização da ONU para as Migrações (Migração das Nações Unidas), elege o Dia Internacional dos Migrantes para destacar as contribuições dos cerca de 272 milhões de migrantes, incluindo mais de 41 milhões de pessoas deslocadas internamente (IDPs) e os desafios que enfrentam.

“Aproveitar o potencial da mobilidade humana”

Este ano, as Nações Unidas, sob a liderança de António Guterres, marcam o Dia Internacional dos Migrantes sob o lema “Aproveitar o potencial da mobilidade humana”.

A mensagem do secretário-geral António Guterres para a data enfatiza que a solidariedade com os migrantes nunca foi tão urgente. Para o líder da ONU, o mundo carece de cooperação mais eficaz e de uma abordagem mais compassiva para a migração.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - notícias - informação - jornal - diário digital generalista de âmbito regional

Imagem: M Guimarães

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.