Tânia Silva e delegação municipal realizam encontro com Carlos Teixeira no sentido de auscultar necessidades das escolas do Agrupamento, em especial da EB2,3 Júlio Brandão, da qual se aguarda início de obras de remodelação

CDU Famalicão reúne com Diretor do AECCB

CDU Famalicão reúne com Diretor do AECCB

Pub

 

 

Tânia Silva, deputada à Assembleia Municipal pela CDU Famalicão, e uma delegação municipal da Coligação liderada pelo PCP, reuniram com o Diretor do Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco (AECCB), Carlos Teixeira. Esta reunião foi realizada no seguimento da aprovação na Assembleia da República de um Projeto de Resolução que recomenda ao Governo reabilitar a EB 2,3 Júlio Brandão, que já foi reconhecida pela Unesco como um exemplo a seguir na rentabilização e humanização dos espaços escolares, o que levou a CDU a querer conhecer e compreender melhor quais as reais necessidades e problemas desta escola.

A EB 2,3 Júlio Brandão, escola situada no centro da cidade e de grande relevância social, enfrenta há vários anos problemas nas suas infraestruturas aos quais este Projeto de Resolução procura dar resposta através da requalificação da escola. Estes problemas, entre os quais a delegação da CDU Famalicão destaca ‘infiltrações, falta de aquecimento, falta de condições nos laboratórios, necessidades de alargamento de espaço e necessidade de espaços adequados para a realização das aulas da disciplina de Educação Física e prática de Desporto Escolar’, ‘afetam diariamente a aprendizagem e desenvolvimento dos alunos’.

Alguns deles, na medida do possível, têm vindo a ser minimizados ou ultrapassados por intervenção da comunidade, nomeadamente pela Associação de Pais, refere o Grupo Municipal de Famalicão da Coligação Democrática Unitária, com o intuito de reparar problemas imediatos. Contudo, apesar da intervenção do Município de Famalicão, alguns problemas agravam-se e perpetuam a situação de degradação a que os pequenos arranjos remediativos não conseguem dar resposta, implicando gastos adicionais, apesar de serem responsabilidade do Governo. “É urgente a requalificação da escola de forma a garantir o ensino público, gratuito e de qualidade que Abril conquistou, direito consagrado na Constituição da República”.

Em tempo de pandemia, AECCB dispõe de 2 psicólogos para 3800 alunos

Os efeitos da pandemia e ensino à distância fazem-se também sentir neste Agrupamento de Escolas. De acordo com a delegação da CDU Famalicão, o seu Director caracteriza este período como de “anos letivos desafiantes, que têm implicado esforços adicionais dos alunos e docentes, para colmatar as dificuldades de aprendizagem sentidas e preparação para os exames nacionais”. A situação é tanto mais grave quanto, “para um universo de cerca de 3800 alunos, estão colocados através do Ministério da Educação, dois Psicólogos nos Serviços de Psicologia e Orientação (SPO), número que fica aquém das reais necessidades de apoio à comunidade escolar e desafios impostos pela situação pandémica”.

CDU Famalicão defende melhores condições de contratação para professores

Além dos graves problemas infraestruturais da EB2,3 Júlio Brandão, “é transversal ao agrupamento, como a todas as escolas do país, a contratação de professores através de concursos que resultam em condições de trabalho precárias, que não permitem a estabilidade destes profissionais, muitos deles deslocados das suas áreas de residência, sem contrato efetivo, situação que não valoriza a profissão docente”.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

Imagem: CDU

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Obs: envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

Pub

Categorias: Ensino, Famalicão, Política

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.