Entre 1 de dezembro e 9 de janeiro na Praça – Mercado Municipal de Famalicão

Concertos dão a escutar música de Natal na nova Praça de Famalicão

Concertos dão a escutar música de Natal na nova Praça de Famalicão

Pub

 

 

Esta sexta-feira, 3 de dezembro, ao final da tarde, Gil Cadeias e a banda Quatroclaves proporcionaram animados espetáculos que animaram a Praça – Mercado de Famalicão. As apresentações destes músicos aconteceram inseridas no programa de Concertos de Natal que, entre 1 de dezembro e 9 de janeiro, darão a escutar a música natalícia na nova zona âncora da cidade, com cerca de duas dezenas de atuações em concertos gratuitos para todos.

Os Quatroclaves dedicaram o seu espetáculo às clássicas canções de Natal, com a sonoridade que caracteriza o grupo. Já Gil Cadeias, numa constante busca pela fusão ideal entre a palavra e o som, apresentou-se a solo e em formato acústico, viajando por vários estilos musicais como a bossa-nova, o pop-rock ou o blues.

gil cadeias - concerto de natal - praça - mercado de famalicão

Programa que se segue

No próximo sábado, dia 4, pelas 18h00, é a vez de ouvir Taleguinho – Até Cantar dá Trabalho – um panal sonoro em forma de concerto, construído com imagens, sons, cantigas e histórias dos ofícios. Segue-se Natal dos Sonhos – O Natal é Mágico, um projeto musical e poético da autoria dos Professores e Músicos Famalicenses: João Junqueira – Voz; Carlos Carneiro – Música e António Sousa – Poesia. Um verdadeiro tesouro de criatividade, de simplicidade, de sentimentos puros do Natal universal.

No domingo, 5 de dezembro, pelas 15h00, haverá “Comunidades em Coro” com a atuação dos coros comunitários das Comissões Sociais Inter-Freguesias (CSIF) de Gondifelos, Cavalões, Outiz e Louro, bem como a CSIF de Joane, Vermoim, Pousada de Saramagos e Mogege.

No feriado de 8 de dezembro, pelas 15h00, será a vez das “Comunidades em Coro”, com a CSIF de Fradelos, Ribeirão e Vilarinho das Cambas e a CSIF de Avidos, Lagoa, Landim e Seide.

No dia 1 haviam atuado as CSIF da área urbana de Antas, Abade de Vermoim, Brufe, Famalicão, Calendário e Gavião e a CSIF de Lousado, Esmeriz e Cabeçudos.

Entretanto, dia 10 de dezembro, pelas 18h00, atua Pedro Fernandes, num momento musical ao som do acordeão numa vigem pelos temas de natal e não só. Segue-se Acafado – Fado em época Natalícia – com a associação famalicense de defesa do fado e apoio a novas vozes, instrumentistas e letristas de fado, a apresentar um concerto de fado, especialmente à época natalícia.

No dia 11 de dezembro, pelas 18h00 é a vez do Grupo Etnográfico Rusga de Joane apresentar uma viagem pelo cancioneiro tradicional natalício da região do baixo Minho, através de recolhas do próprio grupo, bem como dos etnomusicólogos Fernando Lopes Graça, Michel Giacometti, Gonçalo Sampaio e Pe. Benjamim Salgado.

Segue-se José Barros Trio com Cantigas Tradicionais Portuguesas Natal e Janeiras. Faça frio, chuva ou neve, a festa faz-se na rua, com um elenco composto por José Barros – voz, viola braguesa e guitarra, Miguel Tapadas – piano e voz e José M. David – acordeão, flautas e voz.

No dia 12 de dezembro, pelas 15h00, é novamente a vez das “Comunidades em Coro”, com a CSIF de Bairro, Carreira, Bente, Delães, Ruivães e Novais e a CSIF do Vale do Pelhe, Cruz, Requião, Vale S. Martinho, Vale S. Cosme, Telhado e Portela.

Na sexta-feira, 17 de dezembro, pelas 18h00, acontece o concerto do projeto Street Opera, de Florência Ribero, um projeto social de difusão da música clássica. Tem por objetivo democratizar a arte erudita e torna-la acessível a todas as pessoas. O Street Opera surgiu em Buenos Aires na Argentina em janeiro de 2019 como resposta à grave crise económica e falta de oportunidades na música, quando a cantora lírica Florência estudava no Instituto de Teatro Colón e dava aulas de canto.

Segue-se a fadista Patrícia Costa com “Um Natal Português” e melodias distantes, perdidas na memória, que nos devolvem aromas, lugares, pessoas e vivências, envoltos no sentimento mais português: a saudade.

No sábado, dia 18 de dezembro, pelas 18h00, decorre a performance teatral – “Uma História de Natal no centro da Terra. O conto original do coletivo O Som do Algodão apresenta uma história de Natal no centro da Terra. Este conto musicado é uma incrível viagem pelo fascinante mundo desconhecido que habita no interior do solo que pisamos, onde a música e a narração oral se fundem para criar um clima de suspense e aventura que promete conquistar miúdos e graúdos. Música, palavra e sensações numa história que celebra o Natal num cenário inesperado e surpreendente.

Segue-se Ângela Silva com as mais belas canções de Natal. A cantora famalicense acompanhada pelos seus músicos, apresentará um concerto especial, dedicado às mais belas canções de natal.

No domingo, 19 de dezembro, pelas 15h00, realiza-se mais uma sessão das “Comunidades em Coro”, com a atuação da CSIF do Vale do Este de Arnoso Santa Maria, Santa Eulália, Sezures, Lemenhe, Mouquim, Jesufrei e Nine. Segue-se a CSIF de Castelões, Oliveira S. Mateus, Oliveira Santa Maris, Pedome e Riba de Ave.

Os concertos de Natal encerram a 9 de janeiro, com uma apresentação conjunta das dez CSIF, num espetáculo final que decorrerá nos Paços do Concelho, a partir das 15h00.

bola de natal - enfeites natalícios - vila nova de famalicão - praça - mercado de famalicão

Refira-se que a realização dos concertos de Natal estão sujeitos às regras definidas pela DGS – Direção Geral de Saúde, para controlo da pandemia da Covid 19.

O Natal vive-se também na rua, com todos e para todos, e em Famalicão há muito para ver e viver esta época com magia e alegria.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento - saúde -bem-estar - cuidado- beleza - massagem - tratamento

Imagens: M VNF

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade, entre outros.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta. A melhor forma de o fazermos é dispormos de independência financeira.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

PUB

 

 

Pub

Categorias: Agenda, Cultura, Famalicão, Música

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.