Capacitar 75.000 profissionais do setor até 2025 em parceria com as autarquias

Turismo de Portugal lança programa Formação + Próxima

Turismo de Portugal lança programa Formação + Próxima

Pub

 

 

Capacitar 75.000 profissionais do setor, em três anos, de forma gratuita e adaptada às necessidades locais de cada região, em todo o território nacional, é o objetivo do projeto Formação + Próxima, do Turismo de Portugal, que arranca em janeiro de 2022, operacionalizando assim mais uma das 52 medidas do Plano “Reativar o Turismo | Construir o Futuro”, lançado em maio deste ano.

Captar talento e desenvolver territórios

O programa Formação + Próxima é dirigido a empresários, gestores, quadros intermédios e operacionais, e pretende contribuir para um maior conhecimento das autarquias e dos seus agentes, através de processos de upskilling e reskilling que contribuam para acrescentar valor ao tecido empresarial local e aos respetivos territórios. O programa propõe-se ainda ser um instrumento de captação de talento, qualificando pessoas de outros setores e/ou desempregados que queiram ingressar no setor do turismo.

Trata-se de um projeto desenvolvido pelas Escolas do Turismo de Portugal, em parceria com as autarquias enquanto agentes mais próximos das realidades locais e mobilizadores da mudança estratégica que se pretende alcançar no território em que se inserem, com vista à capacitação na ‘arte da hospitalidade’ através do desenvolvimento de conteúdos formativos nas áreas das soft e hard skills.

Formação em turismo com cursos entre 50 e 200 horas

As transformações estruturais do setor nos últimos tempos, e as que se esperam para os próximos, exigem uma alteração profunda dos níveis de qualificações. Foi com este objetivo que a elevação da qualificação dos trabalhadores do setor foi inscrita como prioridade na Estratégia Turismo 2027 (ET27), aprovada em 2017.

Os programas variam entre 50 e 200 horas de formação e são personalizados à medida de cada território. Para tal, o Turismo de Portugal, em parceria com cada autarquia, elabora um diagnóstico de necessidades de formação específicas de cada território, cria um plano de formação que responda às necessidades da atividade turística do respetivo município e um plano complementar que contribua para a valorização do território e para a capacitação dos técnicos do município e/ou das entidades parceiras.

Descentralizar formação em turismo para estimular economia e atividade turística

Rita Marques, a Secretária de Estado do Turismo, salienta que “o objetivo é descentralizar a formação em turismo e adaptá-la às necessidades locais, por todo o território nacional, à diversidade das empresas do setor e extensível a toda a cadeia de valor do turismo, num programa de formação que seja mais próximo das pessoas e das necessidades dos territórios”.

Este Programa integra-se no Plano “Reativar o Turismo | Construir o Futuro” que contempla um conjunto de ações que visam estimular a economia e a atividade turística, no valor de 6 mil milhões de euros, permitindo superar os objetivos e as metas de sustentabilidade económica, ambiental e social definidas na ET27, promovendo o turismo ao longo de todo o ano, em todo o território, e mantendo as pessoas – profissionais, turistas e residentes – no centro da estratégia e da ação.

As Escolas do Turismo de Portugal situam-se em Viana do Castelo, Porto, Lamego, Coimbra, Caldas da Rainha – Óbidos, Portalegre, Lisboa, Estoril, Setúbal, Portimão, Faro e Vila Real de Santo António.

Quais os perfis-tipo que nunca prosperam em ambiente de trabalho?

Pub

Acerca do Autor

Comente este artigo

Only registered users can comment.