ViBrANT procura responder ao desafio de tentar desenvolver novos métodos de diagnóstico, mais eficientes e rápidos

CeNTI envolvido em rede europeia de combate às doenças infeciosas

CeNTI envolvido em rede europeia de combate às doenças infeciosas

Pub

 

 

O CeNTI, instituto português de I&DT de referência em Nanotecnologia e Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes, com sede em Famalicão, é uma das 14 entidades internacionais ligadas ao mundo académico e industrial que aderiram, ao desafio de tentar desenvolver novos métodos de diagnóstico, mais eficientes e rápidos, que tenham por base os processos de adesão bacteriana e viral, para ajudar a combater um dos maiores problemas de saúde pública, as infeções virais e bacterianas contraídas em ambiente hospitalar. Estimando-se que estas doenças causem, só na Europa, cerca de 25 mil mortes todos os ano, combater a sua incidência e disseminação é, por isso, o principal objetivo deste alargado grupo de investigadores europeus.

Além da pesquisa microbiológica clínica, a investigação inclui estudos funcionais de adesinas [complexos proteicos à superfície das bactérias que determinam a sua capacidade de adesão aos organismos] e o desenvolvimento de novos testes e dispositivos de diagnóstico. Com estes resultados, além da prevenção das infeções, os investigadores pretendem contribuir para a definição de novos tratamentos, mais eficientes, assertivos e até personalizados. O estudo da adesão bacteriana e viral [processo de adesão de uma bactéria a células e tecidos de um organismo] tem sido, por isso, determinante na criação de novas estratégias que evitem a proliferação destas doenças.

“As bactérias e os vírus aderem a superfícies orgânicas e inorgânicas, a si próprios, e também a outras tipologias de moléculas e células, o que permite a sua colonização nos mais variados ambientes, resultando no aparecimento das infeções. Este processo inicial e decisivo de adesão é ainda uma área pouco explorada”, revelam os investigadores. “O conhecimento dos mecanismos moleculares essenciais para a sua ocorrência tem grande potencial para o desenvolvimento de novas estratégias de anti adesão, novos métodos e dispositivos de diagnóstico e tratamentos inovadores que combatam a problemática das doenças infeciosas”, sublinham ainda os responsáveis.

Impactos relevantes no cuidado de pacientes com doenças infeciosas e no desenvolvimento socioeconómico

A investigação, que reúne cientistas e 15 estudantes de doutoramento, centra-se assim nas descobertas sobre os processos inerentes às adesinas patogénicas, nomeadamente a sua interação com hospedeiros, e no desenvolvimento de novas superfícies com anti adesividade bacteriana e dispositivos de diagnóstico de maior sensibilidade, personalizados, miniaturizados, capazes de diferenciar entre infeções bacterianas e víricas, o que irá contribuir para a redução do uso desnecessário de antibióticos. Segundo os estudiosos, na base da maioria das infeções está o (re-) surgimento de novos vírus e a resistência das bactérias aos antibióticos, pelo que reduzir a dependência desta tipologia de medicamentos é também um dos principais propósitos dos investigadores.

Com este Projeto, os jovens cientistas terão, assim, a oportunidade de transformar a sua investigação fundamental em tecnologias com um grande impacto positivo no cuidado de pacientes com doenças infeciosas. Estas descobertas terão, também, um impacto relevante no desenvolvimento socioeconómico da Europa, de acordo com os estudiosos.

Denominado ViBrANT – Viral and Bacterial Adhesin Network Training, o Projeto é uma rede intersectorial de nove instituições académicas, um instituto de investigação sem fins lucrativos, três pequenas e médias empresas e uma empresa de grande dimensão, englobando áreas científicas como a Física, Biologia Estrutural, Proteómica, Genética, Engenharia de Materiais e Nanobiossensores.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

Imagem: CeNTI

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

Pub

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.