Economia circular em andamento transforma lixo de uns em recurso de outros

Alunos da CIOR ensinam a reparar eletrodomésticos na Praça – Famalicão

Alunos da CIOR ensinam a reparar eletrodomésticos na Praça – Famalicão

Pub

 

 

Alunos da Escola Profissional CIOR, projeto educativo de referência na área do ensino profissional na região Norte, dinamizaram, na passada sexta-feira, 22 de outubro, o workshop “Repair – Reparação de Pequenos Eletrodomésticos”, enquadrado na iniciativa “Praça Circular”, promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e em curso de setembro a novembro no espaço da Praça – Mercado de Famalicão.

Os alunos dos cursos de Eletrónica e de Instalações Elétricas explicaram aos participantes e visitantes os procedimentos necessários para a deteção, correção e reparação das avarias em diversos pequenos aparelhos presentes nas nossas casas.

Economia circular em andamento

“Para além de uma boa prática no âmbito da economia circular e da sustentabilidade ambiental, é gratificante ver alunos motivados a aplicar conhecimentos e competências adquiridos nas aulas e numa ação de sensibilização educativa amiga do ambiente e das pessoas”, realça o diretor de curso Pedro Veloso.

Lixo de uns, recurso para outros

Esta ação da CIOR enquadra-se no projeto “Hospital de  Monstros”, há anos desenvolvido na Escola, através do qual se procede à reparação de vários tipos de eletrodomésticos  que posteriormente são distribuídos por pessoas e famílias carenciadas nas Lojas Sociais existentes no Município. Assim, o lixo de uns transforma-se em recursos para outros. “Desde há muito tempo a CIOR associa a prática da responsabilidade ambiental à da responsabilidade social”, sintetiza Pedro Veloso.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

governo - secam - ambiente - praia segura - prr

Imagens: CIOR

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

O Orçamento de Estado e a classe média desaparecida

Pub

About Author

Related Articles

Write a Comment

Only registered users can comment.