Promover a saúde através da alimentação saudável é o principal objetivo da iniciativa municipal

Fruta Escolar chega a 6500 crianças em Matosinhos

Fruta Escolar chega a 6500 crianças em Matosinhos

Pub

 

 

A exemplo de outros concelhos, com o intuito de criar hábitos saudáveis de nutrição, Matosinhos começou a distribuir fruta escolar entre os alunos dos jardins de infância e as escolas do 1º ciclo de ensino básico do concelho. A véspera do Dia Mundial da Alimentação, 15 de outubro, foi a data escolhida para o efeito.

A promoção da saúde e, particularmente, da alimentação saudável, é uma aposta da Câmara Municipal de Matosinhos, que integra a Rede Portuguesa dos Municípios Saudáveis.

Uma das áreas prioritárias é a educação alimentar e o seu papel fundamental quer no crescimento e desenvolvimento das crianças quer na prevenção de futuras doenças como a obesidade e a diabetes.

Fruta Escolar distribuída a alunos e professores

Um dos projetos em curso é o programa Fruta Escolar, que visa incentivar o consumo de fruta e legumes junto dos mais novos.
A autarquia iniciou na passada sexta-feira, véspera do Dia Mundial da Alimentação, a distribuição gratuita de fruta nos jardins de infância e escolas do 1.º ciclo do ensino básico da rede pública do concelho.

Este programa abrange 1919 crianças da educação pré-escolar e 4630 crianças do 1.º ciclo.

Paralelamente, é também distribuída fruta escolar gratuitamente aos 226 professores do 1.º ciclo e 85 educadores de infância para que estes, com o seu exemplo, influenciem positivamente as crianças a consumir a fruta escolar fornecida.

Todas as terças e quintas-feiras, são disponibilizados hortofrutícolas da época, respeitando a sazonalidade dos produtos, nomeadamente, maçã, pera, laranja, banana, tangerina, clementina, cereja, uvas, ameixa, pêssego, tomate cherry e cenoura.

Mascote Frutinhas lança concurso

Para além da distribuição de fruta escolar, todas as crianças recebem a caderneta do Frutinhas, a mascote do projeto. Com a peça de fruta, é distribuído um cromo para cada criança colar na respetiva caderneta, procurando-se relacionar um comportamento alimentar saudável com a prática da coleção de cromos tão valorizada pelos mais novos.

No terceiro período letivo, será lançado o concurso “A História do Frutinhas”, destinado aos alunos do 1.º ciclo que concorrem com histórias no âmbito da alimentação saudável.

A história vencedora servirá como base para a caderneta do “Frutinhas” do ano letivo seguinte e serão premiados quatro alunos classificados nos primeiros lugares.

Este ano letivo, “O Frutinhas vai ao mercado” foi a história escolhida para a caderneta e é da autoria do aluno Luís Salabert da EB Nogueira Pinto, vencedor do concurso do ano letivo transato.

Matosinhos também fornece lanche saudável e acompanhamento nutricional das refeições escolares

Além da fruta, a autarquia promove a distribuição diária e gratuita de leite sem adição de açúcares ou chocolate (Programa Leite Escolar) e a distribuição de um lanche saudável para o intervalo da manhã (Programa A Minha Merenda), gratuito para as crianças com escalão A e B da Ação Social Escolar e com o custo de 0,40€ para as restantes.

Em vigor está também o projeto “A+: Alimentação Positiva”. Dinamizado pela equipa de nutricionistas da autarquia, este projeto visa o fornecimento de refeições escolares nutricionalmente equilibradas, completas e variadas em todos os refeitórios escolares, incluindo refeições vegetarianas e refeições personalizadas para alunos que, por motivos patológicos, religiosos ou culturais necessitem de uma ementa específica

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

governo - secam - ambiente - praia segura - prr

Imagens: DR

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

Pub

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.