Nascido em plena pandemia, trabalho artístico englobou cerca de uma centena de vimaranenses participantes da Outra Voz

Filme musicado ‘Os que nele habitam’ estreia em Guimarães

Filme musicado ‘Os que nele habitam’ estreia em Guimarães

Pub

 

 

A 31 de outubro, pelas 21h00, no Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, acontecerá a estreia de “Os que nele habitam”, um filme de Pedro Bastos que conta com a participação dos colaboradores da Outra Voz. A data será o culminar de um projeto que culminará numa dupla apresentação, uma vez que depois das gravações o agrupamento vimaranense deu início a um trabalho performativo e vocal que será dado a conhecer na mesma altura.

“O mundo não pára, e os nossos corpos tornam-se fluídos pelo hábito no espaço e no tempo. Essa fluidez faz-se no passar como uma marcha, uma vadiagem ou uma procissão. Vai-nos faltando espaço para parar e contemplar. Porque contemplar não é só olhar, como comer um pão não é só comer um pão. Por isso, não é só trabalhar para ter o pão e comer o pão para ir
trabalhar. Talvez seja esta a pequena questão, para mudar o mundo e os que nele habitam”.

“Os que nele habitam” nasceu em plena pandemia através de um trabalho artístico que englobou cerca de uma centena de participantes da Outra Voz. Trocaram-se cartas, gravaram-se conversas, sublinharam-se ideias, entretanto transpostas para o filme.

Do trabalho performativo e vocal com estas pessoas que gostam de cantar espontaneamente nasceu uma dupla apresentação, cuja estreia no Centro Cultural Vila Flor consistirá na exibição de um filme que será performado e musicado ao vivo pela Outra Voz, criando assim um cruzamento entre ficção e realidade, com a direção artística de Rui Souza.

os que nele habitam - cinema - pedro bastos - guimarães - outra voz - estreia

Quem é o agrupamento Outra Voz?

Outra Voz é um grupo da comunidade dedicado à expressão e exploração vocais a partir da música de tradição e transmissão oral e não apenas.

Criado a 18 de julho de 2010, a partir da Área de Comunidade da programação da Guimarães 2012, constitui o único projeto artístico que permaneceu para além da realização da Capital Europeia da Cultura.

Constituída em 2013 como associação cultural, a Outra Voz tem a sua atividade regular de ensaios distribuída por diferentes freguesias do concelho de Guimarães (Briteiros, Lordelo, Nespereira, Pevidém, S. Torcato e Academia de Bailado de Guimarães).

Com uma formação de cerca de uma centena de participantes, a Outra Voz é um ponto de encontro, mas também um genuíno fenómeno de autonomia e auto-organização efetivamente comunitária.

A rede comunitária que tem vindo a estabelecer ao longo dos seus mais de dez anos de atividade ininterrupta, centra-se na entreajuda, no sentido da construção de apresentações dignificantes e promotoras do debate sociocultural na comunidade.

Apoios institucionais e empresariais indispensáveis ao projeto

O espetáculo “Os que Nele Habitam” conta com o apoio institucional da Câmara Municipal de Guimarães, VITRUS Ambiente, a OFICINA, Cineclube de Guimarães e do Programa Bairros Saudáveis , que promove o bem-estar, a saúde e a melhoria das condições de vida das populações.

A Fábrica ASA, Lameirinho, Têxteis JF Almeida, S.A., Moagem Ceres A de Figueiredo & Irmão e CUPRUM – Comércio de Metais Não Ferrosos dão apoio à produção, da mesma forma que Marysia Lewandowska, Colin Fournier e Francesca Clare Rayner também emprestaram o seu contributo.

Bilheteira e acessos

Os bilhetes estarão disponíveis ao público no dia 31, após as 20h00, no Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor.

Público em geral: 3,50€; Sócios do Cineclube de Guimarães: entrada gratuita.

A Oficina e o CEARTE promovem formação em Bordado de Guimarães

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

governo - secam - ambiente - praia segura - prr

Guimarães empossa Domingos Bragança pela terceira vez

Imagens:

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

Uma fatia de desespero na pele e um nó na garganta do sonho

Pub

Categorias: Agenda, Cinema, Cultura, Guimarães

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.