‘O nosso enquadramento regional – atendendo a uma vida comunitária que pende para o Grande Porto – é uma reflexão que vale a pena fazer’

Mário Passos inicia trabalho à frente do Município de Famalicão

Mário Passos inicia trabalho à frente do Município de Famalicão

Pub

 

“Comecei hoje uma nova etapa na minha vida”, declarou Mário Passos, na sua página facebook, logo após ter dado início àquele que sendo um novo dia de trabalho se trata de um dia muito especial na sua vida, porquanto “é uma honra sem igual assumir o cargo de presidente do Município de Famalicão. E deixou, desde logo, um desafio, dirigindo-se aos seguidores e munícipes: Juntos vamos construir uma comunidade ainda mais forte, ainda mais orgulhosa e ainda mais responsável pelo legado que vamos deixar ao futuro”.

Mário Passos foi ontem, domingo, 10 de outubro, empossado como novo presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, numa sessão da Assembleia Municipal que decorreu na Casa das Artes, sucedendo a Paulo Cunha, autarca de referência na região mas também em todo o país, que exercia o cargo desde 2013.

Regionalização, transportes, habitação e saúde marcaram primeira intervenção de Mário Passos

A defesa da regionalização e da descentralização de competências, a reflexão sobre o posicionamento geográfico do território, cujas dinâmicas socioeconómicas pendem para a Grande Área Metropolitana do Porto, e a atenção aos três grandes temas da atualidade: transporte público, habitação e saúde, foram os pontos essenciais da sua primeira intervenção enquanto Presidente da Câmara Municipal.

O autarca defendeu “a regionalização ou outro mecanismo, desde que eficaz, substancial e acompanhado dos apoios necessários”, sublinhando que “vamos agarrar os problemas, que são para nós desafios, e não vamos descansar enquanto não lhes dermos uma resposta”.

Urge ‘reflexão’ sobre enquadramento regional do território

Mário Passos aproveitou ainda a cerimónia para lançar uma reflexão aos famalicenses sobre o enquadramento regional do território.

Recordando os últimos anos, como sendo “de grande afirmação para Famalicão”, Mário Passos salvaguardou que vai “manter o rumo, enfrentando com coragem e determinação os desafios que o tempo e a atualidade pedem”.

Uma das grandes exigências da atualidade é, assim, a necessária reflexão sobre o enquadramento regional territorial. “Sabemos que nossa vida comunitária pende sobretudo para a Grande Área Metropolitano do Porto. Estamos muito conectados a esta região do ponto de vista social e económico e esta ligação tende a crescer”, lançou o autarca.

mário passos - posse - discurso - presidnete da câmara - vila nova de famalicão - mais famalicão - casa das artes - 10102021

mário passos - posse - presidente da câmara - vila nova de famalicão - mais famalicão - casa das artes - 10102021

Nuno Melo encerrou posse do ‘fórum democrático’ por excelência

A Assembleia Municipal de tomada de posse dos membros eleitos para a Câmara e Assembleia Municipal foi presidida pelo presidente da Assembleia reeleito, Nuno Melo. Na sessão foram empossados os 11 vereadores (7 da Coligação PSD/CDS-PP e 4 do PS) que compõem o executivo municipal, 35 deputados eleitos: 20 da Coligação PSD/CDS-PP, 13 do PS, um do Chega e um da Coligação Democrática Unitária (CDU) para a Assembleia Municipal, tendo sido também integrados os 34 Presidentes de Junta de Freguesia.

A sessão foi encerrada por Nuno Melo que afirmou que “a Assembleia Municipal é um órgão extraordinário. É um verdadeiro fórum democrático, aberto a todos os cidadãos, onde todos trabalham para o bem deste magnífico concelho. Tenho um enorme gosto e é um grande privilégio para mim em continuar a ser o presidente da mesa da Assembleia Municipal”.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

governo - secam - ambiente - praia segura - prr

Imagens: M VNF

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Comunidade, Famalicão

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.