Grupos prioritários de utentes serão contactados para realizarem vacinação gratuita

Portugal vai vacinar mais de 2 milhões de pessoas contra a Gripe

Portugal vai vacinar mais de 2 milhões de pessoas contra a Gripe

Pub

 

 

A vacinação contra a Gripe, em Portugal, arrancou esta segunda-feira, 27 de setembro, um pouco mais cedo do que o habitual devido à pandemia de Covid-19, havendo 2,24 milhões de vacinas para serem distribuídas a grupos prioritários abrangidos pela vacinação gratuita Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Assim, esta semana, inicia-se a primeira fase da vacinação gratuita destinada a residentes, utentes e profissionais de estabelecimentos de respostas sociais, doentes e profissionais da rede de cuidados continuados integrados e profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) e também as grávidas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Para esta época gripal (2021/2022), haverá 2,24 milhões de doses de vacinas contra a gripe, mais cerca de 146.000 doses face à época gripal 2020/2021, o que representa um aumento de 7%, de acordo com a DGS.

Vacinação fortemente recomendada para grupos prioritários

A gripe é curada quase sempre de forma espontânea, mas podem ocorrer complicações, em particular em pessoas com doenças crónicas ou com 65 ou mais anos. A vacina contra a gripe é, por essa razão, fortemente recomendada para grupos prioritários da população, sendo euma medida de prevenção primária com impacte significativo na ocorrência e gravidade da doença.

Estes e outros grupos-alvo serão abrangidos pela vacinação gratuita numa segunda fase, destacando-se pessoas com idade igual ou superior a 65 anos e pessoas portadoras de doenças ou outras condições previstas na norma da vacinação contra a gripe 2021/22.

De acordo com a DGS, a vacinação contra a gripe é “fortemente recomendada” para os grupos prioritários – por exemplo, pessoas com 65 ou mais anos, doentes crónicos e imunodeprimidos, com 6 ou mais meses, grávidas, profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados – recomendando-se também a sua administração a pessoas com idade entre os 60 e os 64 anos.

Serviços contactam utentes para procederem a vacinação

O agendamento e convocatória para vacinação das pessoas abrangidas pela vacinação gratuita são realizados através de vários métodos, nomeadamente: envio de SMS automático, telefonema ou carta. Em princípio, as vacinas contra a gripe devem ser aplicadas nos centros onde são administradas as vacinas anticovid.

Utentes não prioritários com direito a comparticipação

Em Portugal, a vacina é gratuita para cidadãos com mais de 65 anos de idade, residentes e internados em instituições, assim como para um grupo de pessoas com doenças específicas, tais como a diabetes e a hipertensão, profissionais de saúde do SNS e bombeiros.

À semelhança dos últimos anos, as vacinas disponíveis em Portugal serão tetravalentes, incluindo quatro tipos inativados de vírus da gripe: dois do tipo A e dois do tipo B: Fluarix Tetra e Vaxigrip Tetra no Serviço Nacional de Saúde e Influvac Tetra nas farmácias comunitárias.

A Norma esclarece que, “para as pessoas não abrangidas pela vacinação gratuita no SNS, a vacina contra a gripe é dispensada nas farmácias comunitárias através de prescrição médica, com comparticipação de 37%”.

Diabetes causa de maior risco de contrair formas graves de gripe e pneumonia

CIOR, projeto educativo com identidade própria completa 30 anos

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

governo - secam - ambiente - praia segura - prr

Imagem: SNS

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

*

Raquel Varela e Roberto della Santa orientam Curso de História de Portugal

Pub

Categorias: Agenda, Saúde

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.