Famalicão obteve 30 milhões de euros em fundos comunitários no Portugal 2020 e Coligação Mais Ação Mais Famalicão propõe-se repetir os bons resultados de captação nos diversos quadros e oportunidades de financiamento

‘Captar os Fundos Europeus depende de bom plano e de força institucional’

‘Captar os Fundos Europeus depende de bom plano e de força institucional’

Pub

 

 

“Vivemos um momento decisivo para Vila Nova de Famalicão. É o momento em que o nosso concelho tem consciência de que as oportunidades atuais são diversas, novas e irrepetíveis”, voltou Mário Passos a alertar os famalicenses. O candidato da  Coligação Mais Ação Mais Famalicão referia-se à necessidade de escolherem um programa eleitoral fundado numa numa “planificação bem fundamentada do território e com prioridades bem definidas.”

“Não podemos cometer erros! Vem aí um novo Quadro Comunitário de apoio, o Portugal 2030 e está também em cima da mesa o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR). É preciso ter consciência da importância que tem para o nosso território o bom aproveitamento destas oportunidades.” Mário Passos falava durante a realização de uma festa-comício realizada na tarde deste domingo, em Arnoso Sta. Maria, de apoio ao movimento independente encabeçado por Jorge Amaral, Unidos por Arnoso, Sta Eulália e Sezures.

Famalicão obteve 30 milhões de euros em fundos comunitários no Portugal 2020

Referindo-se à frente de obras e programas que atravessa o concelho por via da captação de fundos comunitários, o candidato da Coligação Mais Ação Mais Famalicão lembra que estas existem “porque conseguimos aproveitar as oportunidades. São já mais de três dezenas de milhões de euros, que conseguimos captar no Portugal 2020. É um valor incomparável com qualquer outro quadro comunitário. Conseguimo-lo porque somos um município com influência institucional, com capacidade de planificação e de execução”.

“Sem este aproveitamento, não teríamos um Mercado renovado, não teríamos uma cidade a ser revitalizada, não teríamos ciclovias, não teríamos a descentralização da cultura através do ‘Há Cultura’, não teríamos muitos dos equipamentos sociais que fazem parte da nossa rede”, lembra.

Mercado dos telemóveis dobráveis: tendência em constante crescimento

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

governo - secam - ambiente - praia segura - prr

Imagem: MAMF

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

*

Mário Passos assegura cinco ‘agendas estruturantes’ para Famalicão

Mário Passos e Mais Famalicâo apostam na continuidade mas renovam lista de vereação

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.