S. Pedro sem milagres e Benjamin e Evols servidos em dose ‘gourmet’ animaram público vimaranense

7º Suave Fest de Guimarães com concertos esgotados

7º Suave Fest de Guimarães com concertos esgotados

Pub

 

 

Segundo se diz, o Suave Fest é especial. Em organização da Associação Convívio que contou com o habitual apoio institucional do Município de Guimarães e da Antena 3, a edição nº 7 do do mais bem situado dos festivais do Baixo Ave – muito próximo do burgo vimaranense – decorreu na passada sexta-feira e sábado, 3 e 4 de Setembro. Do menu para o 1º dia constavam Pedro Pode (mais conhecido por S. Pedro), ainda antes do jantar -, e Benjamim e os Evols, que fecharam a noite.

S. Pedro

A actuação de S. Pedro foi fluída e animada, mas também algo estranha. Ainda com luz do dia e raios de sol, num final de tarde bem quente de Setembro. O primeiro tema aconteceu a solo, só surgindo depois o resto da banda: coro feminino, 1 bateria, 1 baixo, e teclas, com estilo e ritmo do Brasil. A «sala» do largo da Misericórdia lá se foi compondo de público – ao que consta esgotou -, mas mesmo assim havendo camarotes e mirones e curiosos que viam e passavam ou ficavam.

Num alinhamento algo mortiço  para o Pedro Pode, não faltaram o «Anda apanhar sol» da ordem, o «JOAQUIM» e até os «Passarinhos» se fizeram ouvir no Largo. Músico competente, um dos grandes cantautores da nova geração, com garra para furar a «generalização» quanto aos temas no que à música diz respeito.

Benjamin

O lisboeta entrou em terra firme e não deixou seus créditos por mãos alheias, alinhando temas do seu ultimo álbum «Vias de extinção», ao piano e à guitarra. Numa actuação sóbria e eficaz, atendendo sempre às dificuldades de uma actuação a solo.

Com piscadelas ao «Terra Firme», e ângulo morto, mostrando-se empático com o público autorizado presente na sala (um largo quase tão cheio no seu interior quanto no perímetro, grato a Guimarães e ao Festival, que bem o recebem sempre com uma lufada fresca.

Neste seu mais recente trabalho, Benjamim apresenta ao mundo um conjunto de canções com um cunho mais pessoal e intimista e onde o piano é a voz dominante, em que as canções falam de solidão, excesso, diversão, e em que o tema mortalidade está bem presente em todas composições do disco.

benjamin - suave fst - guimarães - 2021

Evols

Os vilacondenses Evols, que por circunstâncias várias têm elementos com fortes ligações à cidade Berço – 1 elemento é de Guimarães e outro vive aí mesmo – sem rodeios mostraram ao que vinham. Som directo, cru e duro, muito próprio de banda de guitarras, não escondendo suas inspirações das ilhas britânicas – Jesus And Mary Chain e Stone Roses –  digo eu, para além dos temas serem cantados na sua grande maioria na língua de Shakespeare.

Formados em 2008 em Vila do Conde os Evols são uma banda influenciada por toda a música psicadélica que se reinventa há quase 60 anos em que as guitarras são Deus e o seu culto, uma religião. Com uma secção rítmica de poderes ilimitados e agora com teclados espaciais, os Evols entram facilmente em convulsão levando ao limite as potencialidades sónicas do seu arsenal.

evols - festival suave fest - 2021 - guimarães

E assim se deu por concluída a ordem de trabalhos, para o 1ª round do Suave Fest. No dia seguinte, sucedeu-se novo concerto completamente esgotado, uma vez que o público apareceu novamente em força e esgotou os lugares a cada concerto.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

governo - secam - ambiente - praia segura - prr

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

*

Pub

Categorias: Cultura, Guimarães, Música

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.