‘A morte é triste e é obrigação de todos transformá-la num “dia que vale a pena viver”’

Morrer: eutanásia e sofrimento

Morrer: eutanásia e sofrimento

Pub

 

 

Voltemos a Ana Cláudia Quintana Arantes e ao seu livro “A morte é um dia que vale a pena viver”.

Para morrer, se possível, com um sorriso nos lábios, com uma despedida suave de todos aqueles que nos são mais queridos e próximos, é imprescindível que, na morte, não haja sofrimento nem dor, bastando o sofrimento e a dor de nos irmos embora, de deixarmos este mundo bonito e todos aqueles que amamos e “mergulharmos” no desconhecido e no incerto.

Só sei uma coisa: é que morte com dor associada deve ser imensamente tenebroso e por muito ou pouco aguda que seja, por mais suave que seja, dor é sempre dor e sofrimento é sempre sofrimento.

Quem diz que não tem medo da morte é um mentiroso insensato. A morte são as trevas e a escuridão, é o nunca mais ver a luz do sol, é não mais sentir a água a escorrer pelo corpo, é deixarmos para sempre e para a eternidade aquilo de que gostamos e aquilo que amamos.

Por mais que nos “preguem” o contrário, a morte é triste e é obrigação de todos transformá-la num “dia que vale a pena viver”. Pode ser um dia muito curto, pode ser um dia muito fugaz, pode ser um dia de poucos segundos, mas se fizermos que esses momentos finais não sejam momentos de dor e de sofrimento, julgo que ganhamos a batalha contra a morte.

Penso que foram Marx e Engels que escreveram esta frase: “Se o homem é formado pelas circunstâncias, é necessário formar as circunstâncias humanamente”.

Para a morte ser, afinal, o tal “dia que vale a pena viver”, é necessário que as circunstâncias da morte sejam humanas e sejam humanizadas, que não se assemelhem a uma selvajaria absoluta, que não representem um suplício para quem vai morrer, que não se pareçam minimamente com um filme de terror.

A eutanásia tem, na formação destas circunstâncias, um papel decisivo.

Mário Passos e Eduardo Oliveira: o duelo final está quase a chegar

Dez (ou onze) livros para compreender a situação atual no Afeganistão

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - finanças - europa - prr - joão leão - primeiro pagamento

governo - secam - ambiente - praia segura - prr

VILA NOVA Online: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedro costa@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Pub

Categorias: Crónica, Sociedade

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.