Famalicão avisa: ‘Velamos ecossistemas bravios com manutenção cuidada’

Parque da Devesa protege biodiversidade deixando crescer vegetação

Parque da Devesa protege biodiversidade deixando crescer vegetação

Pub

 

 

O Parque da Devesa instalou quatro painéis com pequenas mensagens de sensibilização, visíveis ao longo dos seus percursos, que o intuito de informar os seus utilizadores para as opções de ausência de corte de vegetação, em determinados espaços verdes. A opção, que vem sendo seguida de há uns anos a esta parte na Devesa, vai de encontro às melhores práticas ambientais e sustentáveis, representando um importante contributo para a preservação da biodiversidade local.

As mensagens informativas agora colocadas explicam aos utilizadores que desconhecem a utilidade desta prática – e hoje em dia são bastantes – a mais-valia que representa deixar as plantas herbáceas do prado, ou espontâneas, crescer, florir e ressemear-se, e, até mesmo, de não remover maciços arbustivos espontâneos, como as estevas, ou os troncos de árvores mortas.

Esta prática ambiental tem base científica que desaconselha o corte da vegetação espontânea que cresce nos relvados ou entre muros da cidade porque assim se retiram recursos a insetos importantes para o equilíbrio do ecossistema.  Nos painéis instalados, ao longo do parque, é possível ler mensagens como: “Não cortamos o prado para alimentar abelhas e outros insetos que alimentam as aves”, “Não cortamos o prado para que possa florir e ressemear”, “Esta é uma zona selvagem para que os animais possam nidificar e ter abrigo” e “Um velho tronco de uma árvore pode ser o melhor lar de um animal”.

vila nova online - parque da devesa - famalicão - biodiversidade 002

Mensagens informativas irão prolongar-se e adaptar-se no tempo

Nos meses de inverno, estas mensagens irão manter-se pelo Parque da Devesa, sendo que uma parte delas serão adaptadas às necessidades da referida estação. Serão acrescentadas, nomeadamente, referências à existência de charcos temporários, que servem de viveiro de anfíbios, assim como à vegetação volumosa nas margens do rio, que permite evitar a erosão pela água.

Parque da Devesa tem atuado no sentido de manter diversidade de espécies autóctones

O Parque da Devesa tem vindo a tomar medidas que potenciam a elevada diversidade de animais e plantas, nomeadamente através da remoção regular de plantas invasoras que ameaçam as espécies autóctones e desequilibram o ecossistema, o recurso a métodos naturais de fertilização do solo e a criação de zonas de abrigo para os animais. Assinale-se que desde a sua abertura foram já assinaladas no espaço cerca de 90 espécies de aves, entre as quais e com frequência diversas aves de rapina, embora pelo menos uma delas – a coruja -, tenha deixado de ser ouvida ou avistada.

A perda de biodiversidade de polinizadores é uma crise mundial que está a gerar grande preocupação de forma generalizada dado colocar em causo o ecossistema de que todos estamos interdependentes.

vila nova online - parque da devesa - famalicão - biodiversidade 003

vila nova online - parque da devesa - famalicão - biodiversidade - escola profissional cior - publicidade

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - parque da devesa - famalicão - biodiversidade

Imagens: M VNF

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.