Candidato do PAN-Braga critica a acção do Governo em relação à inexistência de obras na escola

‘Governo insiste em não disponibilizar verba necessária para requalificação da EB2,3 Frei Caetano Brandão’

‘Governo insiste em não disponibilizar verba necessária para requalificação da EB2,3 Frei Caetano Brandão’

Pub

 

 

O candidato do PAN – Pessoas, Animais e Natureza à Câmara Municipal de Braga, Rafael Pinto, acusou o Governo de não investir na requalificação da EB 2/3 Frei Caetano Brandão. Num comunicado enviado à imprensa no Sábado passado, o político afirma que o executivo “insiste em não disponibilizar a verba necessária” para as obras. O candidato acrescenta ainda que “os alunos, docentes e auxiliares” da escola bracarense “têm sido tratados de forma injusta”.

As más condições da EB 2/3 Frei Caetano Brandão levaram a diversas denúncias, manifestações e reivindicações por parte de alunos, encarregados de educação e docentes. Perante a indignação da comunidade escolar, o grupo parlamentar do PAN questionou o Ministério da Educação. Numa publicação no Facebook, o PAN interroga “quais as razões para o atraso das obras”, pretendendo também saber “qual a data prevista para o arranque” da requalificação.

Por outro lado, a Comissão Política da Concelhia dirigiu-se à Câmara Municipal em busca de uma alternativa. Como o próprio Rafael Pinto aponta, “a partir de Março de 2022″ a competência para fazer esta requalificação será transferida para o executivo camarário. A autarquia tem que estar preparada para a assumir”. O candidato pretende saber “qual será o plano B”, no caso de o Governo continuar a não disponibilizar a verba para a requalificação até essa altura.

Falhas não se limitam à falta de obras

No sentido de abordar a degradação da escola bracarense de melhor forma, a concelhia de Braga do PAN propôs a realização de uma nova vistoria por parte da Câmara Municipal. O objectivo seria “calcular os riscos a que a população escolar está sujeita, até se poderem
realizar as obras de requalificação”. A concelhia bracarense pretende ainda saber “se já existe uma previsão dos custos necessários”. Nesse sentido, o PAN mais questiona se “há um plano para recorrer a programas de apoio externo de forma a suportar o financiamento”.

Requalificação do espaço escolar implica actualização de equipamentos

O questionamento do candidato do PAN não se limitou à requalificação do espaço escolar. Rafael Pinto resolveu abordar também “a falta de equipamentos informáticos de qualidade” na EB 2/3 Frei Caetano Brandão.  Para esse efeito, perguntou se “já existe alguma parceria ou plano para se proceder à substituição e requalificação” dessas ferramentas. Para além disso, a concelhia de Braga também se mostrou “preocupada com a construção de um auditório na escola para apoio aos cursos de ensino artístico articulado (música e dança)”.

Ambiente | O bem comum

Poder Local, cidadania e participação

VILA NOVA, o seu diário digital

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de netbanking ou multibanco (preferencial), mbway ou paypal.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Obs: envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

*

“É muito difícil viver apenas da escrita”, afirma Mia Couto

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Braga, Educação, Política

About Author

Pedro Maia Martins

Esposendense de nascimento, barcelense de criação e conimbricense por hábito. Licenciado em Jornalismo e Comunicação pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Colaborou no passado com o Jornal Universitário de Coimbra - a Cabra e com a Revista Via Latina - Ad Libitum. Foi o último editor de País e Mundo do referido jornal. Colabora neste no momento com a Vila Nova Online e a Revista Bica.

Write a Comment

Only registered users can comment.