‘LUFADA molhada, LUFADA abençoada’: um dos melhores compositores e instrumentistas da actualidade deu concerto perante plateia esgotada

Bruno Pernadas apresenta ‘Private Reasons’ em Guimarães

Bruno Pernadas apresenta ‘Private Reasons’ em Guimarães

Pub

 

 

Na última sexta-feira, 2 de julho, aconteceu mais uma etapa da LUFADA vimaranense. De início prevista para os jardins do Palácio Vila Flor, por força das condições climatéricas – chuva que parou quando o concerto começou – passou para a área coberta, existente entre o Palácio e o CCVF – vulgo praça coberta – já anteriormente utilizada, num West Way Lab. Perante 1 vasta plateia, que lotou os lugares disponíveis, Bruno Pernadas mostrou porque é um dos compositores e exímio multi-instrumentista entre os melhores da actualidade em Portugal. Bem acompanhado por uma extensa banda de amigos, o novo disco «Private reasons» foi tornado público, para fans e admiradores.

“Private Reasons” assinala o regresso de Bruno Pernadas às edições depois de “How Can We Be Joyful in a World Full of Knowledge” (2014) e “Those Who Throw Objects at The Crocodiles Will Be Asked to Retrieve Them” (2016). Conjugando vários estilos como jazz, space age pop, folk, world music e electrónica, os discos foram aclamados pela generalidade da comunicação social e figuraram nas listas de Melhores Álbuns do Ano em várias publicações portuguesas. O seu trabalho contou ainda com críticas muito positivas no país e fora de portas.

O aguardado novo disco surge em 2021, depois de ter assinado recentemente a banda sonora do filme “Patrick”, de Gonçalo Waddington. O compositor, produtor e multi-instrumentista que integra também bandas como Real Combo Lisbonense ou Montanhas Azuis foi o primeiro português a produzir um disco de uma banda japonesa – “Massana Temples”, de Kikagaku Moyo – e actuou em 2018 no conceituado Festival de Frue, no Japão, juntamente com a sua banda de nove elementos. 

Bruno Pernadas trabalha igualmente com diversas bandas tais como Minta & The Brook Trout, Real Combo Lisbonense, Suzie’s Velvet, The Sun Ra project (como mentor e arranjador) e Montanhas Azuis, na companhia de Norberto Lobo e Marco Franco, com quem, em 2018, gravou “Ilha de Plástico”, o álbum de estreia deste trio. Nesse mesmo ano produziu também “Massana Temples”, o quarto disco da banda japonesa Kikagaku Moyo. Paralelamente continua a compor música original para bandas sonoras de cinema, teatro e dança de onde se destacam “Romeu e Julieta” (bailado), “A Origem das Espécies” (teatro), “A Toca do Lobo” (filme) e “Patrick” (filmes), entre outras.

Neste estranho VERÃO, tome nota: a LUFADA vai ainda prosseguir.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Pub

Categorias: Cultura, Música

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.