Combate à crise da pandemia: garantir postos de trabalho e futura atividade empresarial

Governo prorroga apoios extraordinários à retoma progressiva

Governo prorroga apoios extraordinários à retoma progressiva

Pub

 

A nova prorrogação das condições do apoio extraordinário à retoma progressiva decidida pelo Governo esta quinta-feira, 1 de julho, «permite às empresas com quebras de faturação iguais ou superiores a 75% reduzirem o período normal de trabalho até 100% durante os meses de julho e agosto», afirmou Ana Mendes Godinho, a Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, no final da reunião do Conselho de Ministros que aprovou o decreto-lei que apoia as empresas em situação de crise empresarial devidas à crise motivada pela pandemia de COVID-19.

Garantir postos de trabalho e futura atividade empresarial

«Esta redução do período normal de trabalho está disponível para, no máximo, 75% dos trabalhadores ao serviço do empregador», com a devida exceção para «as empresas dos setores de bares, discotecas, parques recreativos e fornecimento ou montagem de eventos», em que «a redução de 100% do período normal de trabalho pode abranger todos os trabalhadores».

Esta prorrogação dos apoios extraordinários «têm o objetivo de ajudar as empresas a manter os postos de trabalho, que tem sido uma preocupação permanente desde o início da pandemia», destacou Ana Mendes Godinho, acrescentando que se encontram nesta circunstância, neste momento, 130 mil trabalhadores de um total de 18 mil empresas.

Apoio a trabalhadores independentes da cultura e turismo

O Governo aprovou ainda a continuidade, até 31 de agosto, do apoio extraordinário à redução da atividade económica dos trabalhadores independentes, para os profissionais cujas atividades se encontrem enquadradas nos setores do turismo, cultura e eventos e espetáculos.

«Considerando a atual situação epidemiológica, o Governo prorroga até 30 de setembro as condições de pagamento do subsídio por doença COVID-19, que é pago no correspondente a 100% da remuneração de referência líquida».

Ana Mendes Godinho destacou que esta medida já abrangeu 810 mil pessoas, entre os apoios relativos ao isolamento profilático e às baixas por doença Covid-19.

«É também garantido o acesso aos apoios para os trabalhadores independentes e membros de órgãos estatutários que se enquadrem em atividades que tenham sido suspensas ou encerradas por determinação legislativa ou administrativa de fonte governamental».

vila nova online - governo - conselho de ministros 01072021 - apoios extraordinários - retoma progressiva - pandemia de covid-19 - ana mendes godinho - escola profissional cior - publicidade

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - governo - conselho de ministros 01072021 - apoios extraordinários - retoma progressiva - pandemia de covid-19 - ana mendes godinho - 1ª página

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Dia da Cidade de Famalicão homenageia instituições e personalidades

Imagem: João Bica/Governo

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Economia, Finanças, Pandemia

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.