Ricardo Toscano e Bruno Santos levam uma LUFADA de frescura repleta de standards

De Lisboa a Guimarães até ao pátio do Vila Flor: ‘backyard jazz sessions’

De Lisboa a Guimarães até ao pátio do Vila Flor: ‘backyard jazz sessions’

Pub

 

 

Dois talentosos músicos de jazz portugueses, com uma carreira consolidada, Bruno Santos e Ricardo Toscano são vizinhos em Lisboa. Durante o período de confinamento, nos seus jardins e alpendres, deram concertos diários – as ‘backyard jazz sessions‘ – enquanto a internet transmitia. No meio de todas as dúvidas e de toda uma confusão que ninguém sabia quando iria terminar, tiveram a sorte de, no dia a dia, se juntarem, a aprender, relembrar ou esquecer clássicos e menos clássicos do repertório jazzístico.

Partindo de uma ideia de Rita Red Shoes, concretizada e executada por Bruno Santos & Ricardo Toscano, desde há cerca de um ano que este TRIO, que casualmente se tornou vizinho no mesmo prédio, deu largas à sua criatividade, espalhando música e talento pelas redondezas.

‘Backyard jazz sessions’ chegam ao CCVF de Guimarães

O projecto, que veio entretanto para a estrada, teve agora a sua passagem, esta sexata-feira, 25 de junho, pelo CCVF, no seu pátio-jardim improvisado, num sunset que até teve direito a laranjas, mas que faltaram os drinks para ser o fim de tarde perfeito.

O muito empático duo abriu com Monk’s Mood e transitou pela música de Sonny Rollyns e Horace Silver, mas também do perfeitamente desconhecido da plateia Gordon Jenkins, mas que encaixou muito bem na listagem de standards, particularmente bem escolhida para 1 sax & 1 guitarra: ou seja Toscano & Bruno.

Bruno Santos recordou o facto de ter já ‘boas’ histórias com Guimarães, nomeadamente a sua passagem, em 2016, com o Hot Club de Lisboa – casualmente também com futebol a decorrer, tal como nos dias de hoje -, assim como da atribulada viaem dos 2 até Guimaraes, que até, pelo caminho, envolveu Mirandela – as novas tecnologias provocam sempre os seus gags.

Tarde com 1 LUFADA de frescura, num sunset quente, que se espera vá continuar…

cior - escola profissional - vila nova de famalicão

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.vila nova online - 1ª página - diário generalista de âmbito regional

Imagem: AM

VILA NOVA, o seu diário digital. Conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque provavelmente aprecia o trabalho que estamos a desenvolver.

VILA NOVA é cidadania e serviço público.

Diário digital generalista de âmbito regional, a VILA NOVA é gratuita para os leitores e sempre será.

No entanto, a VILA NOVA tem custos, entre os quais a manutenção e renovação de equipamento, despesas de representação, transportes e telecomunicações, alojamento de páginas na rede, taxas específicas da atividade.

Para lá disso, a VILA NOVA pretende produzir e distribuir cada vez mais e melhor informação, com independência e com a diversidade de opiniões própria de uma sociedade aberta.

Como contribuir e apoiar a VILA NOVA?

Se considera válido o trabalho realizado, não deixe de efetuar o seu simbólico contributo sob a forma de donativo através de mbway, netbanking, multibanco ou paypal.

MBWay: 919983484

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91

BIC/SWIFT: BESZ PT PL

Paypal: pedrocosta@vilanovaonline.pt

Envie-nos os deus dados e na volta do correio receberá o respetivo recibo para efeitos fiscais ou outros.

Gratos pela sua colaboração.

Pub

Categorias: Cultura, Guimarães, Música

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.