7ª edição do festival de circo contemporâneo decorre de 19 a 24 de julho em Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão

Vaudeville Rendez-Vous regressa ao Quadrilátero Cultural

Vaudeville Rendez-Vous regressa ao Quadrilátero Cultural

Pub

 

 

O Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous está de regresso às cidades de Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão para a sétima edição. Promovido pelo Teatro da Didascália, o evento, que se realiza entre os dias 19 e 24 de julho, integra um total de 13 espetáculos – dois dos quais estreias absolutas e, ainda, cinco estreias a nível nacional. Às 26 apresentações, de entrada gratuita, somam-se diversas atividades de mediação, que contemplam quatro oficinas de criação dirigidas a todos os públicos, duas masterclasses orientadas para profissionais das artes, uma oficina dirigida a malabaristas e skaters e uma sessão de pitching entre criadores e programadores.

A apresentação oficial da edição 2021 do Festival Vaudeville Rendez-Vous decorreu a 17 de junho, no Museu da Olaria, em Barcelos, e contou com as presenças dos representantes dos quatro municípios do Quadrilátero e do diretor artístico do teatro da Didascália, Bruno Martins, entre outros envolvidos no projeto.

Relação com a cidade dá forma ao trabalho de centena e meia de pessoas

A relação com o território foi salientada por Bruno Martins na sessão de apresentação da edição 2021 do festival mais divertido e envolvente de Portugal. “O festival sempre teve a pretensão de trabalhar, sobretudo, em relação com a cidade”. O Vaudeville Rendez-Vous tenta “estabelecer um diálogo com os espaços, quer do ponto de vista do património (…) edificado, quer do cultural, imaterial”, trabalhando a dramaturgia com os espaços onde decorre o festival, acrescentou. “Para termos uma ideia do que é a envergadura do festival, há um total de 150 postos de trabalho diretos, entre artistas, produtores e técnicos envolvidos”, salientou ainda o diretor artístico Bruno Martins.

Evento diferenciado nos planos nacional e internacional

Da parte do Município de Famalicão, cidade onde o festival inicialmente surgiu, o Chefe da Divisão de Cultura e Turismo, Nélson Pereira, por sua vez salientou que “ficamos todos a ganhar com um evento que se afirma e que se diferencia a nível nacional e internacional” e que apesar de não terem os recursos das grandes cidades, “quando nos fundimos, juntos somos mais fortes”, referindo-se à parceria desenvolvida através do Quadrilátero Cultural. “É bom estarmos de volta e dizer às pessoas que nos visitam e aos nossos cidadãos que podem estar no espaço público (…) e sentirem que efetivamente podem ver os seus artistas e as diferentes propostas que estamos aqui a apresentar”, comentou Nélson Pereira, que reforçou, de igual forma, a importância económica deste evento, no que refere à dinâmica laboral dos agentes locais, em particular, os ligados ao setor cultural.

Vaudeville Rendez-Vous alavanca economia

Miguel Costa Gomes, em representação do Município de Barcelos e da Associação Quadrilátero, salientou a importância deste festival para a cidade. “Barcelos acolhe esta iniciativa com muito agrado. A cultura é uma das maiores alavancas da economia, e o festival Vaudeville Rendez-Vous é importante para partilharmos experiências e vermos espetáculos a que não estamos habituados. Aqui diferenciamos o que temos localmente e é uma mais-valia esta parceria com os municípios envolvidos”.

circo contemporâneo - barcelos - braga - famalicão - guimarães - festival vaudeville rendez-vous - miguel costa gomes - município de barcelos

Lídia Dias, vereadora da cultura da Câmara de Braga, considerou que “este é um dia feliz, pois mesmo com a pandemia da COVID-19 conseguimos ultrapassar vários constrangimentos para mostrarmos à nossa comunidade que este festival é um marco importante nos nosso concelhos e é um gosto saber que em 2021 o podemos realizar”.

Por sua vez, a vereadora da cultura da Câmara de Guimarães, Adelina Pinto, assinalou que “a cultura é importante para nos ajudar a compreender o mundo e esta forma coletiva de trabalho de projetos como o Vaudeville Rende-Vous é extraordinária”.

Programa do festival em Famalicão

No que refere a Vila Nova de Famalicão, os espetáculos decorrem de 22 a 24 de julho no anfiteatro do Parque da Devesa, sendo que o arranque ficará a cargo do INAC com a estreia absoluta de “Do you still want to dance with me?”, no dia 22 de julho, pelas 19h00. Nesse mesmo dia, entra em cena Joel Martí & Pablo Molina com “Random”, às 22h00. Já no dia 23 de julho, a Compagnie Troubles Campêtres apresenta “Là-Bas” pelas 19h00, seguido da companhia francesa CIA KIÄI com “Pulse” às 22h00. O último dia do Vaudeville Rendez-Vous ficará marcado pelos espetáculos “Copyleft” de Nicanor de Elia (11h00) e “Wake up!” por Corentin Diana e Leonardo Ferreira (19h00), ficando o encerramento do festival em território famalicense a cargo de Right Way Down com “Váld”, pelas 22h00.

Programa do Festival em Guimarães

A edição deste ano fica, ainda, marcada pela apresentação pública do projeto de cooperação europeu Circuslink – desenvolvido pela Archaos (Bienal de Circo de Marselha, França), Festival Dynamo (Dinamarca), Letni Letna (República Checa) e Teatro da Didascália (Portugal) –, no dia 21 de julho, às 15h00, no Jardim do Paço dos Duques, que vem materializar o trabalho de internacionalização que o Festival tem realizado ao longo dos últimos dois anos. Neste âmbito, o Vaudeville acolhe a estreia absoluta de “Váld”, da companhia sueca “Right Way Down”, e, também a partir deste projeto, o espetáculo “Otus”, da companhia portuguesa Oliveira & Bachtler, que irá circular internacionalmente.

vila nova online - quadrilátero cultural - barcelos - braga - famalicão - guimarães - festival vaudeville rendez-vous - circo contemporâneo - teatro da didascália - banner publicidade

Vaudeville Rendez-Vous contribui para a reinvenção de padrões técnicos e estéticos

Recorde-se que o Vaudeville Rendez-Vous é um festival internacional focado na programação de circo contemporâneo e formas transdisciplinares para o espaço público. Nasceu em Vila Nova de Famalicão, em 2014, como um festival internacional de artes performativas com características únicas, dedicado exclusivamente ao universo do teatro físico, circo e cabaret. Depois de dois anos consecutivos de enormes sucessos, com o fomento da criação artística local e a inclusão das diferentes instituições de ensino artístico presentes no concelho, desde o teatro à música, passando pelo cinema e artes plásticas, o Festival ultrapassou as fronteiras do município de Famalicão, triplicando as forças e alargando-se às cidades de Braga e Guimarães. Mais tarde chegou também a Barcelos, completando o Quadrilátero Urbano e afirmando-se como o maior e mais importante festival de circo contemporâneo do país.

Ao longo das várias edições, o evento tem vindo a apostar em propostas artísticas que apontam para a descoberta de novas formas, reinventando os padrões estéticos e técnicos habitualmente associados ao circo. Para a edição de 2021, o Festival distingue Étienne Tribu com uma bolsa de criação, que resultou no espetáculo “Là-bas”, uma coprodução que terá estreia nacional no evento. Todas as atividades do Festival decorrerão ao ar livre, mas, na edição deste ano, será necessário reservar os bilhetes, de forma a controlar as entradas e a lotação, que será bastante mais reduzida. Aconselha-se a consulta de mais informação nos sites dos municípios de Barcelos, Braga, Guimarães e Vila Nova de Famalicão.

INAC: a escola onde o circo é uma família

festival vaudeville rendez-vous - circo contemporâneo - barcelos - braga - famalicão - guimarães - escola profissional cior - publicidade

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.barcelos - braga - famalicão - guimarães - festival vaudeville rendez-vous - circo contemporâneo - vila nova online - 1ª página

Teatro | ‘Raposos’ do Teatro de Balugas candidato a prémio da confederação de teatro espanhola

Imagens: 0) Pulse, 1) M BCL, 2) TD

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Homenagem | António Variações recordado na terra natal em dia de aniversário da sua morte

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Agenda, Circo, Cultura, Lazer, Teatro

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.