‘Haja coragem, força de vontade,  competência, mas sobretudo o discernimento de ter-se aprendido com os erros autárquicos do passado, e o concelho de Barcelos pode perfeitamente entrar definitivamente na rota da modernidade, do desenvolvimento e do bem-estar dos munícipes’

A importância da malha e circular urbana de Barcelos nas Eleições Autárquicas

A importância da malha e circular urbana de Barcelos nas Eleições Autárquicas

Pub

 

 

A coligação Barcelos Mais Futuro tem uma hipótese plausível de discutir taco a taco com o Partido Socialista a liderança do Município de Barcelos nas próximas eleições autárquicas.

Além do projecto, das ideias, de um desígnio para a década em Barcelos, é  preciso ser assertivo, na estratégia a adoptar.

A vitória só é possivel se conseguir conquistar o maior número de votos na malha urbana e cintura da cidade de Barcelos, onde se concentram quase metade dos votos do concelho, não  desprezando, o resto do território.

É importante e vital não dissociar, neste meio urbano, o voto para a Câmara e para a Junta ou UF. Hoje, mais que nunca, as escolhas certas das equipas para estas freguesias, podem ser o motor catapultor da mobilização do voto.

A UF de Barcelos e a freguesia de Arcozelo tem que ter uma abordagem muito similar à da CMB. Gente conhecida, experiente, com provas dadas na sociedade civil, independentes, os cabeças de lista devem ser figuras destacadas do partido, com conhecimento político de acção, habituados a estas lides.

Arcozelo é, maioritariamente e de longa data, um bastião socialista. Porém a “geografia” populacional e nativa alterou-se.
Aqui é premente, a redução e aproximação de votação entre as 2 forças mais votadas.

Particularmente, com conhecimento total de causa, visto como é conhecimento geral, ter sido candidato nas ultimas eleições a esta UF,  é visivel com a passagem do actual Presidente da UF de Barcelos, a putativo candidato à  Câmara, se abre uma janela de oportunidade para a UF de Barcelos poder mudar de mãos.

Com uma equipa de gente que existe no PSD(não o actual) conhecedora da realidade sócio economica e “paroquial” que nestes últimos 4 anos, discretamente fez o trabalho de casa, com uma liderança política forte, tem todas as condições para vencer esse desafio.

Não precisa de muito, a transposição do programa eleitoral de 2017, mais actual que nunca, com um retoque ali e acolá, pode perfeitamente ser a ancora, de um projecto que sirva e satisfaça os fregueses.

A sua acção deve circular entre três eixos:

– Apoio Social, o mais importante e o que deve levar mais esforço(escolar, saúde, protecção, idosos, mais necessitados, sem abrigo, famílias da classe média que com a pandemia regrediram na sua qualidade de vida(miséria escondida e envergonhada), famílias monopatentais.

– Desenvolvimento, aproximação per capita das freguesias da UF (criar condições juntamente com a CMB para a empregabilidade e desenvolvimento do tecido empresarial e do comércio local).

– Valorizacao urbana, ambiental, patrimonial, cultural e religioso( mobilidade, recuperação das avenidas degradadas, trânsito fluidez, arranjos urbanísticos, conceito smart cities, postos de carregamento de veículos eléctricos)( reabilitação do património existente, frente ribeirinha, acudes, património edificado)(o turismo do Caminho de Santiago, o museu de arte sacra da Paróquia de Barcelos).

E muito mais.

Nas outras freguesias da malha da cintura urbana, o princípio deve ser o mesmo, mas com personalidades mais ligadas à terra.

Haja coragem, força de vontade,  competência, mas sobretudo o discernimento de ter-se aprendido com os erros autárquicos do passado, e o concelho de Barcelos pode perfeitamente entrar definitivamente na rota da modernidade, do desenvolvimento e do bem-estar dos munícipes.

Mais Barcelos é o que os Barcelenses exigem.

Saibam os políticos ouvir os seus anseios, transmitirem confiança, devolver a esperança perdida, nestes doze anos de governacao socialista desastrosa e de estagnação.

Saibam os políticos fazer sonhar os concidadãos com um futuro risonho para si, para os filhos e com a esperança de vida alcançada, para os bisnetos.

Barcelos com Futuro é o que todos esperamos.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.

Imagem: DR

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Barcelos, Crónica, Política

About Author

António Manuel Reis

António Manuel Reis, nasceu em Barcelos a 07-10-1963. Concluiu em 1985, o curso na área de tinturaria têxtil UM/Mazagão. Formação em colorimetria, recursos humanos, automatização, sistemas de qualidade ISSO, planeamento, processos, produção. Industrial Têxtil de 1996 a 2009. Dirigente desportivo 1998 a 2004.Gestor empresarial de 2010 a 2013. Concluiu curso de formação de formadores em 2014. Trabalhador independente Real Estate Consultan 2018. Em curso, Licenciatura Ciências Sociais e Ciência Politica. Militante da JSD desde 1978/ Militante PSD desde 1981, delegado e Observador a Congressos, Delegado CPD, TSD, Membro da CPS, candidato a Presidente de Junta da UF Barcelos, deputado a UF. Candidato á Presidência da CPS. Membro independente da UF Barcelos. Partido Aliança em 2018.

Write a Comment

Only registered users can comment.