Ainda que efémera, a ligação deixará memórias de um momento muito feliz vivido em Braga

Abe Rábade e Orquestra de Jazz de Espinho estabelecem ‘ponte’ entre galegos do norte e galegos do sul

Abe Rábade e Orquestra de Jazz de Espinho estabelecem ‘ponte’ entre galegos do norte e galegos do sul

Pub

 

 

Na última sexta-feira, o Festival Música D’Ponte, em Braga, teve a sua première com um concerto por Abe Rábade acompanhado pela Orquestra de Jazz de Espinho. Inscrito e sublinhado na programação da Capital de Cultura do Eixo Atlântico, o espetáculo decorreu no Altice Forum.

O compositor e pianista galego Abe Rábade afirmou-se ao longo das duas últimas décadas como uma das figuras de referência do jazz ibérico e um pedagogo de excelência. Nos numerosos álbuns onde é líder funde virtuosismo instrumental com um eloquente discurso composicional, alicerçando a sua sonoridade na tradição do jazz e nas cores da sua Galiza natal.

Perante bastante público até, atendendo a que havia concorrência por perto, ainda que de outro estilo de música, pela banda fetiche de Braga – os Mão Morta tocavam no Theatro Circo, quem marcou presença no Altice não saiu com as suas expectativas defraudadas.

Abe Rábade, bastante simples e singelo, mostrou porque é uma das figuras de topo do jazz ibérico, europeu, atrevo-me até a a dizer mundial, numa humildade tocante e pedagógica, acompanhado por uma Orquestra de Jazz de Espinho talentosa, superiormente dirigida pelo Maestro Paulo Perfeito.

Do programa apresentado, salientem-se dois momentos: A Bruxa, composição muito pessoal para Rábade, e 11 para Paco, destaque e homenagem ao enorme Paco de Lucia, a quem o próprio músico apelidou de ‘o Monstro’, utilizando as suas próprias palavras.

No concerto apresentado esta sexta-feira, em Braga, Abe Rábade interpretou as suas composições originais, utilizando-as em simultâneo como uma fonte de improviso. De um lado, resultando numa ponte entre as 2 regiões fronteiriças, e, de outro, numa ‘babel de sons’, pouco comum, pela reunião dos intervenientes, mas cuja linguagem universal da música uniu em momento muito feliz. 

abe rábade e orquestra de jazz de espinho em festival música d' ponte em braga 04062021 001

abe rábade e orquestra de jazz de espinho em festival música d' ponte em braga 04062021 029

Cardápio:

Prana, Doravante, A Bruxa, Bones, Babel de Sons, 11 para Paco e Payuki Codes.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.

Imagens: AM

VILA NOVA Online: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Publicidade | VILA NOVA: deixe aqui a sua Marca

Pub

Categorias: Braga, Cultura, Espinho, Música

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.