Exposição patente até julho de 2021 retrata e homenageia gentes e negócios locais reconhecendo o seu papel preponderante no desenvolvimento do território ao longo do último século

Restaurante Íris, um dos locais emblemáticos de Famalicão recordados na exposição ‘Comércio: Tradição & Modernidade’

Restaurante Íris, um dos locais emblemáticos de Famalicão recordados na exposição ‘Comércio: Tradição & Modernidade’

Pub

 

 

Ainda se lembra do Restaurante Íris, em Famalicão?

“Viajar não era tarefa fácil, na primeira metade do século XX. Nem as estradas, nem os carros, nem os apoios.
Foi aqui, neste último caso, que António Dias Costa quis intervir e daí nasceu a estação de serviço Íris, com o seu restaurante, inaugurada em setembro de 1938.

Na altura, o Íris – ou a Íris -, como muitos famalicenses ainda carinhosamente lhe chamam, nasceu com o propósito declarado de ser um restaurante com um nível de qualidade muito superior ao que era costume em Famalicão. Desde o seu início, este restaurante foi um lídimo representante da melhor gastronomia nacional e, sem dúvida, o melhor restaurante de Famalicão, durante os seus anos de vida, e aquele que, juntamente, talvez apenas, com o Tanoeiro, hoje reconvertido, levou mais longe o nome da cidade.

Para saber mais, poderá visitar a Exposição “Comércio: Tradição & Modernidade“, patente na Casa do Território, no Parque da Devesa, em Famalicão, até 4 de julho.

Comércio: Tradição e Modernidade em Famalicão

A mostra, que estará patente até julho de 2021, pretende homenagear o comércio local famalicense e reconhecer o seu papel preponderante na construção e desenvolvimento do território ao longo dos último século.

Partindo de documentos, imagens e objetos, “Comércio: Tradição & Modernidade” leva o visitante a relembrar lojas tradicionais, algumas já desaparecidas, outras ainda em atividade, e estabelecimentos mais recentes que têm marcado a paisagem e economia contemporâneas da cidade.

Entre os estabelecimentos comerciais mais antigos, poderá encontrar alguns já extintos, cuja memória poderá reavivar e rever ou ficar a conhecer, contam-se a antiga Casa Malheiro, loja famosa pelos guarda-chuvas de sua produção que se situava no local onde atualmente se encontra o Arquivo Municipal famalicense, e o Restaurante Iris, um ex-libris da restauração nacional situado com entrada pela antiga bomba de gasolina junto ao stand automóvel da Renault. Poderá também encontrar outras que ainda permanecem em funcionamento, como a Confeitaria Moderna, que todos os famalicenses conhecem e se encontra bem no centro da cidade, e a Casa Marinheiro, renomada em todo o Minho pelos seus tecidos.

Imagem: M VNF

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Pub

About Author

Write a Comment

Only registered users can comment.