‘Ir em busca do porquê de estar indo morar em outro país é fundamental’

Bruno Avelar lança Curso de Mentoria na área de Emigração

Bruno Avelar lança Curso de Mentoria na área de Emigração

Pub

 

Bruno Avelar é empresário especialista em empreendedorismo e emigração com expertise na área há mais de 17 anos.

Em meio a pandemia, muitos resolveram emigrar para outros países, seja para a aquisição de melhor qualidade de vida, sucesso nos negócios ou até mesmo numa mudança de profissão. Foi pensando nisso que entrevistei o empreendedor Bruno Avelar. Na oportunidade, ele fala sobre os desafios que enfrentou para conquistar a sua dupla cidadania e também sobre o seu curso de mentoria, dentre outros assuntos.


Todas as pessoas que desejam mudar de país devem primeiro buscar entender o porquê desta decisão. Busque aconselhamento com o maior número de profissionais na área de imigração, e na área tributária para que você faça uma transição tranquila e planejada.


 

 

João Costa: Quais os maiores desafios em um processo de aquisição de dupla cidadania?

Bruno Avelar: Um dos maiores desafios é a obtenção do “Green Card”. Quando você sai do Brasil e vai para os Estados Unidos é preciso compreender como funciona todo o processo de aquisição do Green Card. Vale ressaltar que, primeiro, você adquire o “Green Card” e só quatro anos depois a cidadania por direito.

  1. Você precisa encontrar um escritório de imigração confiável, no qual tenha um advogado que lhe dê as informações necessárias, de acordo com a sua experiência profissional, carreira para a adoção do melhor processo imigratório, para que daí a pessoa possa solicitar o “Green Card”.
  2. A modalidade de “Green Card” mais procurada por brasileiros, é o EB1 que é um procedimento voltado para artistas, jogadores de futebol, já que se trata de um ‘Processo de Habilidade Extraordinária’, onde se dá destaque no cenário nacional.
  3. Já o EB2 é um “Processo de Habilidade Excepcional”, onde você é conhecido no seu meio de atuação.
  4. EB5 é um Processo no qual você investe $900.000 dólares em um projeto de empresas, área de desenvolvimento etc.
  5. EB2 é um procedimento utilizado em países como: Espanha, Alemanha, Paraguai e Itália. No caso do E2 não é permitida a aquisição do “Green Card”. Contudo, a pessoa consegue residir nos Estados Unidos, desde que faça um investimento mínimo de $ 80.000 dólares em qualquer área de atuação.

João Costa: Quais são os principais documentos necessários para a obtenção da dupla cidadania?

Bruno Avelar: Vai depender do tipo de processo imigratório que você vai aplicar para a obtenção do “Green Card”, tais como: premiação na área de experiência, reconhecimentos e associações a entidades em que de fato, você seja um empreendedor relevante, provas de que você tenha dado palestras na área em que é empreendedor, matérias em jornais e revistas sobre seu trabalho, imposto de renda com faturamento relevante dentre outros documentos.

João Costa: O que as pessoas fazem sem pensar na hora de ir para um outro país?

Bruno Avelar: Atualmente, o que se vê, são pessoas, que se mudam para outro país, baseadas na emoção, em razão de uma quebra financeira, problema conjugal, filhos nas drogas, etc.

A rigor, muitas pessoas pensam que, ao mudar de país, terão os seus problemas resolvidos, daí fazerem toda a transição sem planejamento e sem ter uma formação. Essas pessoas pensam, que por ter ido à Disney em passeio, viver lá é um paraíso e, que, portanto, tudo é mais fácil, o que não é a realidade.

De cada 10 brasileiros que vão para a Flórida ou Estados Unidos, 8 acabam fracassando e regressando para o Brasil com a perda de tudo que investiram.

João Costa: Como você conseguiu obter a dupla cidadania?

Bruno Avelar: Tenho cidadania portuguesa, adquirida em 2009, na época do meu casamento. Já nos Estados Unidos, tenho o “Green Card”, aprovado por habilidade excepcional, e, em quatro anos terei a dupla cidadania por direito.

Morei em 5 países, atuo em 50 estados Americanos, realizando feiras de cosméticos e conto com mais de 40 marcas de Maquiagem.

João Costa: Qual o principal conselho que você dá para quem deseja fazer o mesmo que você?

Bruno Avelar: É importante, para quem deseja mudar de país, fazer um planejamento e, se possível, passar no mínimo de 30 a 90 dias no local escolhido.

A vivência como residente local, com rotina de levar as crianças a escola, ir ao mercado, prospectar negócios, ouvir pessoas que já residem lá e a busca por informações com advogados de imigração, escritórios de contabilidade e a ambientação com toda a realidade desse novo país é muito importante.

João Costa: Quais são as suas principais dicas para quem pensa em morar em outro país?

Bruno Avelar: Antes de tomar esta decisão, procure entender o que é visão, missão, propósito e chamado.

  1. Ir em busca do porquê de estar indo morar em outro país é fundamental.
  2. Missão neste contexto são as dores que a visão vai causar para que você consiga o seu objetivo, haja vista que, a busca pela realização de um sonho traz dores, ou seja, exige sacrifícios. Daí a importância de se entender as dores que esta decisão vai te trazer antes da transição;
  3. Já o conceito de propósito, neste contexto, é aquilo que as pessoas esperam de você, aquilo que você faria até de graça, e o que acredita que seja um direcionamento do seu Deus.

João Costa: Você lançará um curso de mentoria em imigração no qual, ensinará tudo sobre cidadania estrangeira, viagens. Em quais dias e local este curso será realizado?

Bruno Avelar: Sim. Haverá um curso masterclass, com dez mentorados, cujo nome é: “Transcendendo Fronteiras”.

A mentoria terá duração de 12 meses, com três encontros presenciais, no Brasil, em locais a serem definidos por mentorados; 1 imersão de 7 dias presencial em Orlando; 2 encontros mensais por zoom; acesso a todo o relacionamento de Bruno Avelar; vários convidados relevantes irão participar dos encontros presenciais, tais como: Tiago Brunet, Deive Leonardo entre outros. Na oportunidade entregarei todo o meu conhecimento, expertise e know-how de mais de 17 anos de experiência.

O participante contará ainda com suporte para abertura de empresa nos Estados Unidos; suporte para obtenção de Green Card; suporte para compra ou locações de imóveis; suporte para investimentos no estrangeiro; suporte em toda transição, desde escolas para filhos a todo processo de instalação fora do país e Mentoria individual com cada mentorado para que juntos possamos entender a necessidade de cada família ou pessoa.

João Costa: Algumas notas finais?

Bruno Avelar: Todas as pessoas que desejam mudar de país devem primeiro buscar entender o porquê desta decisão. Busque aconselhamento com o maior número de profissionais na área de emigração, e na área tributária para que você faça uma transição tranquila e planejada.

1ª Página. Clique aqui e veja tudo o que temos para lhe oferecer.

**

VILA NOVA: conte connosco, nós contamos consigo.

Se chegou até aqui é porque considera válido o trabalho realizado.

Apoie a VILA NOVA. Efetue um contributo sob a forma de donativo através de netbanking, multibanco ou mbway.

NiB: 0065 0922 00017890002 91

IBAN: PT 50 0065 0922 00017890002 91 — BIC/SWIFT: BESZ PT PL

MBWay: 919983484

Envie-nos os seus dados fiscais. Na volta do correio, receberá o respetivo recibo.

Gratos pelo seu apoio e colaboração.

*

Pub

About Author

João Costa

Jornalista (MTB 87452/SP), articulista do Instituto Palavra Aberta, articulista do Observatório da Comunicação Institucional (O.C.I), Membro da API (Associação Paulista de Imprensa), Prêmio Ibero – Americano de Jornalismo de 2019/20, Prêmio Direitos Humanos por reportagem feita para o Instituto Dana Salomão e Menção honrosa do Lions Clube Rio do janeiro. Colunista, Blogueiro e Comunicador. Desenvolve há anos um trabalho com o propósito humanitário por meio do que cunha chamar de: "Filosofia da Evolução das Relações Humanas”. Redator responsável e Colunista do portal FaceTV Brasil; Colunista do portal da Bahia Jack Comunica, Colunista do portal Lithoral News - Santa Catarina, Colunista do jornal “Em Destaque”, do Estado do Rio de janeiro e Colunista do Diário de notícias Vila Nova em Braga - Portugal. Foi colunista da "Rede de Escritores de Língua Castelhana". Possui sólidos conhecimentos na edição de textos, é ativista pelos direitos humanos, pela proteção dos animais e no combate à desigualdade social. Participação ativa em workshops, webinars, congressos e conferências.

Write a Comment

Only registered users can comment.